Destaques

Maria Fumaça restaurada será presente para os 196 anos de PG

O desenvolvimento proporcionado pelo sistema ferroviário em Ponta Grossa foi fundamental para o crescimento da cidade. Por isso, como uma homenagem aos 196 anos de Ponta Grossa, a Locomotiva 250, mais conhecida como Maria Fumaça, deve ser entregue como presente aos ponta-grossenses no aniversário da cidade, totalmente restaurada esteticamente. O reparo está sendo realizado por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (SMARH), e o Exército brasileiro, através do comando do 13º Batalhão de Infantaria Blindado (13º BIB).

“O Exército, com a expertise que possui na manutenção de blindados e grandes veículos, está realizando a manutenção da nossa Maria Fumaça. Através de iniciativas de secretarias que tinham material e parceiros do setor privado, conseguimos articular o levantamento dos materiais necessários para este reparo. Como o maquinário sofreu muito ao longo dos anos com a ação do tempo e de vândalos, queremos deixar essa locomotiva mais uma vez imponente, representando nossa história, como um presente para o aniversário de 196 anos de Ponta Grossa”, detalha o secretário de Administração e Recursos Humanos, Ricardo Linhares.

A locomotiva faz parte do acervo da Casa da Memória e está instalada na antiga plataforma de embarque e desembarque de passageiros da então “Estação Paraná”, e depois Rede Ferroviária Federal.

“Ela começou a funcionar em 1940 e desde 1996 estava sem manutenção, sofrendo com a deterioração do tempo e também ação de vândalos. Temos equipes trabalhando no local, na parte de funilaria e marcenaria. De início, serão retiradas as camadas superficiais de tinta, para que seja possível fazer uma reaplicação das cores originais da locomotiva”, explica o comandante do 13º BIB, Coronel Marques.

Parceria

De acordo com o secretário Linhares, as empresas parceiras nesse restauro serão prestigiadas com reconhecimento por contribuir com a manutenção do patrimônio histórico de Ponta Grossa, com a instalação de uma placa no local. Até o momento, são parceiros neste projeto as empresas Bmaq Máquinas e Ferramentas, Tintas Darka, Base Forte Materiais de Acabamento e TW Brasil.

A locomotiva 250 entrou em atividade no ano de 1940 e realizava viagens alternando entre passageiros e cargas. Foi utilizada na construção da Estrada de Ferro Central do Paraná, que ligava Ponta Grossa a Apucarana, sendo substituída apenas em 1972 por máquinas a diesel, mais potentes. Permanece exposta no Parque Ambiental desde a década de 90. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts