Destaques Ponta Grossa

Prolar apresenta novo empreendimento habitacional em Uvaranas

Na semana passada, duzentas e quarenta famílias cadastradas na Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) participaram de uma reunião para conhecer um dos mais novos empreendimentos habitacionais conveniados no município – o ‘Moradas do Sol’ – em desenvolvimento na região de Uvaranas. Com investimento previsto de aproximadamente R$ 52 milhões, o condomínio terá capacidade para atender cerca de 400 famílias e conta com a possibilidade de financiamento integral através do Programa Minha Casa, Minha Vida do Governo Federal.

De acordo com o diretor-presidente da Prolar, Dino Schrutt, uma das principais preocupações da Companhia é oferecer às famílias cadastradas a melhor estrutura, levando em consideração cada detalhe dos projetos.

“Nessa primeira etapa são 237 unidades, podendo chegar a mais de 400 imóveis. É um projeto diferente, do tipo condomínio-clube, e é importante salientar que a Prolar, quando vai selecionar empreendimentos para serem conveniados, cobra um projeto com a maior qualidade possível, com acessos facilitados ao bairro e a proximidade de equipamentos públicos, tudo isso para oferecer a melhor estrutura para a comunidade”, destaca Schrutt.

Prefeito destaca avanços na habitação

Ainda durante o encontro com as famílias, o prefeito Marcelo Rangel ressaltou a importância dos avanços registrados na área da habitação nos últimos anos e os impactos no desenvolvimento do município.

“Desde 2013, nós já realizamos muitos investimentos na área de habitação, sendo Ponta Grossa uma das maiores potências do setor no estado do Paraná, com quase 10 mil lotes e residências viabilizadas nesse período.  E isso representa progresso não só na habitação, mas para a cidade toda, porque a Prefeitura exige algumas contrapartidas – ligações interbairros, reformas de escolas na região, investimentos em unidades de saúde  – que fazem parte do nosso programa nessa gestão. Sem falar na questão da geração de empregos e de todos os outros reflexos em outras áreas relacionadas que acabam fortalecendo a nossa economia”, finaliza Rangel.

Contrapartida de R$ 900 mil

Segundo a Prolar, no caso do residencial Moradas do Sol, o município terá cerca de R$ 900 mil investidos, em diversas melhorias na região, como contrapartida do empreendimento. Entre as ações estão previstas a ampliação e reforma da escola Maria Coutin Riesenberg, a doação de uma área ao município para o prolongamento da rua Expedicionário Guilherme Scheidt  (com serviços de pavimentação, drenagem e sinalização do prolongamento) e alargamento da rua Santa Rita, além da instalação de ponto de ônibus. (Com assessoria)

Confira outros Posts