Destaques Ponta Grossa

Festival Nacional de Contadores de Histórias inicia hoje

O Festival Nacional de Contadores de Histórias, promovido pela Prefeitura de Ponta Grossa e pela Fundação Municipal de Cultura, iniciou nesta terça-feira (7) reunindo contadores de histórias de todo o país. Pela manhã, todos os 34 contadores de 13 estados brasileiros se reuniram na escola de teatro CECI para a abertura da programação.

O presidente da Fundação de Cultura, Fernando Durante, ressaltou que a proposta do festival é movimentar Ponta Grossa. “Temos gente do Brasil todo trazendo suas histórias, seus causos para cá e vamos agora desfrutar de tudo isso até o dia 10 com uma programação intensa com 13 estados aqui representados. Tudo isso nos permite deslumbrar um grande festival”, afirma.

A abertura contou com a apresentação do grupo de música caipira Capim Limão, que surgiu do encontro de três músicos que se conheceram no projeto Sons da Terra, desenvolvido pela Fundação Municipal de Cultura. Das reuniões do projeto, o trio afinou a voz, o violão e o acordeon e decidiram criar o grupo para contar e cantar causos do interior. Sueli Schweiger, uma das integrantes do Capim Limão, ressalta que a apresentação superou as expectativas, pois a alegria foi contagiante, tanto de quem estava no palco como de quem estava na plateia.

“Essa iniciativa da Prefeitura de promover este encontro no Festival é maravilhosa. É como uma grande família que está esparramada pelo país. Todo mundo fala o mesmo assunto, mas quando há esse encontro aqui em Ponta Grossa é como se todos estivessem em casa colocando o assunto em dia. Cada um vem de um canto do Brasil e se reúne como uma família”, completa Sueli.

Durante a tarde de hoje, a contadora Valéria Neves, do Rio Grande do Sul, se encontra com os alunos da Universidade Aberta da Terceira Idade (UATI) da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) para uma oficina narrativa comunitária. A agenda de hoje encerra às 19h com o encontro ‘Tecendo afetos… costurando memórias’ no Centro de Cultura, aberto para a comunidade, reunindo profissionais locais e nacionais para contarem histórias e causos.

Programação de quarta-feira

A programação da quarta-feira (8), inclui oficinas em locais como APAM, Casa do Menor Irmãos Cavanis, Centro Educacional Marista Santa Mônica, SESC, Biblioteca Pública, Colégio Sant’Ana e nas comunidades Londres, Costa Rica e Panamá, com contadores de Pernambuco, Santa Catarina, Minas Gerais, Paraná, São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro, Ceará, Goiás e Rio Grande do Sul. Às 19h30 a comunidade é convidada a se encontrar novamente no Centro de Cultura para ouvir diversas histórias e, às 22h30, na Mansão Villa Hilda, para os ‘Causos de arrepiar gente grande’, com Josiane Geroldi, de Santa Catarina.

Realizado pela Fundação Municipal de Cultura, o festival conta com a parceria da Secretaria Municipal de Educação, CECI– Centro de Estudos Cênicos Integrado e Fecomércio SESC/PR – unidade Ponta Grossa, além do apoio da UniSecal. (Com assessoria)

Confira outros Posts