Destaques

Cesta básica tem queda de 0,17% em Ponta Grossa

Os pesquisadores do Núcleo de Economia Regional e Políticas Públicas (Nerepp) divulgaram nesta sexta-feira (5) os valores de custo médio da Cesta Básica. Ligado à Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), o Núcleo realiza mensalmente o acompanhamento dos preços dos produtos que compõem a Cesta Básica nos mercados da cidade.

De acordo com o levantamento dos pesquisadores,o custo médio da Cesta Básica na cidade teve uma queda de 0,17% no mês de março. A compra dos 33 produtos passou a custar R$ 502,88 na primeira semana de abril – neste grupo de produtos, 13 subiram, 19 caíram  e um continuou com valor constante. O item que mais aumentou foi a cebola com 26,55% e o de maior queda foi a batata com 14,34%.

Dos cinco grupos que compõem a Cesta Básica o que apresentou maior queda nos valores foi o de limpeza, com 3,80%, colaborando para a queda geral no preço da Cesta Básica. A pesquisa caracteriza o consumo básico de alimentação, higiene e limpeza de famílias com três membros, em média, e com renda de um a cinco salários mínimos que moram em Ponta Grossa.

Os pesquisadores ressaltam o fato de que Índice Cesta Básica (ICB) não deve ser confundido como aferidor de inflação.

Cesta básica e salário mínimo

Levando em conta que o valor da Cesta Básica é de R$ 502,88 e tendo em vista que o salário mínimo de R$ 998,00, os pesquisadores apontam para o fato de que uma família com renda mensal de apenas um salário mínimo gastaria cerca de 50,39% destes recursos para adquirir a Cesta Básica.

Relacionando-se famílias de dois, três, quatro e cinco salários mínimos, observa-se que, para a aquisição da Cesta Básica, tais famílias gastarão respectivamente 25,19%, 16,80%, 12,60%; e 10,08% das rendas. (Com assessoria)

Confira outros Posts