Destaques Ponta Grossa

Ponta Grossa recebe nova sede do Núcleo de Práticas Jurídicas

Na manhã desta segunda-feira (18) a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), juntamente com o prefeito Marcelo Rangel e com o Secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, inaugurou a nova sede do Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ), ligada ao curso de Direito. O espaço ganhou investimento de R$ 1,5 milhão e trabalhará com foco na área de processos de família.

“As parcerias entre o governo municipal e estado fazem diferença na vida dos cidadãos ponta-grossenses. É através desses elos que nós conseguimos trazer melhorias físicas e avanços em diversas áreas de desenvolvimento da cidade. Esta estrutura não trará benefícios apenas para a UEPG, mas sim para os acadêmicos e para toda a população que necessitar de serviço jurídico gratuito”, diz  Rangel.

Obras iniciadas em 2012

A obras da nova sede iniciaram a construção em 2012, e foram finalizadas em 2018. Os recursos são provenientes de emenda parlamentar do, na época, Deputado Sandro Alex. “É a primeira vez que o Núcleo conta com uma sede própria, sem a parceria com o atual secretário e antigo deputado, nós não teríamos a condição de estar com esta estrutura. Agora temos um ambiente pensado para todas as pessoas, contendo acessibilidade e estrutura de primeira qualidade”, ressalta a professora e antiga diretora do setor de ciências jurídicas, Dircéia Moreira.

Cerca de 30 alunos do curso de Direito realizarão os atendimentos de segunda à quinta-feira, das 9h às 11h, das 14h às 16h. “Somos em seis professores para dar apoio em todos os atendimentos realizados dentro do Núcleo. Neste momento estamos trabalhando com treinamento para os acadêmicos e posteriormente a comunidade já receberá os atendimentos relacionados a direitos de alimentos, divórcio, guarda, registro de visita, interdição, paternidade, entre outros”, destaca a professora chefe interina do NPJ, Luana Márcia de Oliveira Billerbek.

Para os acadêmicos de Direito a nova sede é essencial para desenvolver os trabalhos. “A nova sede vem de encontro com os serviços que serão prestados aqui, ela ajudará a formar profissionais, e muito mais que isso, profissionais humanos, trabalhando em um lugar novo e seguro, de forma a esclarecer as dúvidas da população”, completa a acadêmica do 5º ano do curso, Maria Gabriela de Oliveira Costa, 22 anos.

Cinco mil atendimentos por ano

O NPJ realiza uma média de 5 mil atendimentos por ano e conta hoje com aproximadamente 600 ações em andamento. O serviço é aberto a comunidade, mas o público alvo deve se encaixar em alguns critérios. “Alguns critérios são analisados no momento do atendimento, o principal deles é que o cidadão que precisar dos serviços fornecidos deve receber até dois salários mínimos”, explica Luana.

A intenção do Núcleo é proporcionar trabalho gratuito e de qualidade dentro do poder judiciário. “Oportunizando a melhoria da qualidade pedagógica, preparando o aluno para o mercado de trabalho a partir do 5º ano, onde eles realizando estágio obrigatório, o NPJ será o reflexo na vida profissional”, comenta a chefe do departamento de processos, Paola Damo Comel.

Futuramente o NPJ pretende ampliar os trabalhos atendendo também na área criminal, podendo orientar a população e entrar com ações. A comunidade que se encaixar com o perfil do público atendido também pode tirar dúvidas através do telefone 3220-3471, ou diretamente na sede que fica na Avenida Maria Rita Perpetua da Cruz, ao lado da Justiça do Trabalho. (Com assessoria)

Confira outros Posts