Destaques

Para evitar desgaste, vereadores não devem votar aumento do próprio salário

A data-base para aumento dos salários dos servidores municipais é 1º de maio. E junto com o funcionalismo, que engloba concursados e comissionados, também têm direito ao reajuste, pelo menos do índice da inflação, os 23 vereadores de Ponta Grossa.

Entretanto, existe um pensamento que permeia grande parte dos edis, de que um aumento do próprio salário neste momento de crise econômica no país provocará um grande desgaste em meio ao eleitorado.

Dessa forma, o presidente da Casa, Daniel Milla Fracaro (PV), já está articulando junto aos demais vereadores para que o projeto com a finalidade de elevar os salários sequer seja apresentado. A ideia é fazer um documento com a assinatura de todos os parlamentares abdicando de votar a matéria.

Nos bastidores, comenta-se que o percentual a ser reajustado, na casa dos 3,7% – índice de inflação dos últimos 12 meses -, não vale o esquenta cabeça que a proposta irá gerar, inclusive, com possível repercussão eleitoral em 2020.

Em números redondos, o salário dos vereadores atualmente é de R$ 10 mil bruto, ficando R$ 7,4 mil líquido. Uma eventual reposição da inflação significaria acréscimo de algo em torno de R$ 250,00 líquido ao mês.

Voltaram atrás em 2018

Assim, qualquer que seja a proposta a ser apresentada para o reajuste dos funcionários, os vereadores devem ficar de fora. Em 2018, os parlamentares sofreram com a repercussão negativa, notadamente nas redes sociais, após aprovarem o reajuste salarial.

A matéria não constava na ordem do dia e foi colocada no momento da sessão a pedido do vereador Jorge da Farmácia (PDT). Em seguida foi aprovada com apenas um voto contrário, de Felipe Passos (PSDB). Um dia depois, os vereadores se reuniram e decidiram voltar atrás, solicitando o veto ao Executivo.

Agora, os vereadores querem antecipar a solução da questão e passar longe de um reajuste. É de se presumir que em 2020 a mesma medida deste ano seja tomada, pois a discussão acontecerá meses antes da ida às urnas.

Confira outros Posts