Destaques

Ideia é fazer com que o Paraná seja o estado mais tecnológico do Brasil, diz Ratinho Jr nos EUA

O Governo do Paraná trabalha para que, a médio prazo, o Estado tenha aceleradoras de startups que possam fazer o ecossistema de tecnologia paranaense ganhar o mundo. A afirmação foi feita pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior que esteve na Plug and Play Tech Center.com, uma das maiores aceleradoras de startups do Vale do Silício, na Califórnia (EUA).

A Plug and Play organiza startups e as apresenta para grandes financiadores do mundo, com o objetivo de transformar pequenas empresas em empresas globais, como por exemplo, a Uber. “Queremos levar esse modelo para o Paraná e fazer com que nosso estado crie um mecanismo parecido de impulsionamento de empresas de tecnologia. A ideia é fazer com que o Paraná seja o estado mais tecnológico do Brasil, com empresas que exportam para o mundo, em especial de agrotech”, destacou o governador.

O principal objetivo da comitiva paranaense nos Estados Unidos é trazer soluções tecnológicas na área do agronegócio, do cultivo à logística de distribuição, que possam ser aplicadas no Estado. O governador também disse que a intenção é instalar um escritório do Paraná na região, para que as startups que produzem tecnologia no Estado possam vender para os Estados Unidos e para outros lugares do mundo.

Acordo inédito

Na sede da Oracle, multinacional de sistemas para hardware, softwares e banco de dados, a comitiva paranaense fechou um inédito acordo operacional, que será assinado no Brasil, envolvendo capacitação, transferência de tecnologia, mentoria e inovação. Trata-se de um acordo nunca antes feito por um estado ou cidade brasileira.

Agenda

Acompanham o governador na missão o secretário do Planejamento e Projetos Estruturantes, Valdemar Bernardo Jorge; o diretor-presidente da Celepar, Allan Costa; e o diretor-presidente da Agência Paraná Desenvolvimento, José Eduardo Bekin. A agenda no Vale do Silício vai até o final da semana. Inclui visitas a empresas inovadoras de agronegócio e de tecnologia para inclusão social de presos, além de reuniões com investidores e autoridades.  (Com assessoria)

Acesse e ouça a reportagem na Agência Estadual:

Confira outros Posts