Destaques Política

Mesa Executiva da Alep tem Traiano presidente e Plauto vice

Logo depois da sessão de posse dos deputados estaduais, o plenário da Assembleia Legislativa do Paraná elegeu nesta sexta-feira (1) à tarde a nova Mesa Executiva do Legislativo. Trata-se do órgão colegiado dirigente dos trabalhos legislativos e administrativos da Casa, formado pelo presidente, por três vice-presidentes e cinco secretários.

A chapa “Parlamento Independente”, única registrada, foi eleita com 48 votos, um contra e cinco abstenções. A nova mesa da Assembleia ficou assim constituída. Presidente: Ademar Traiano (PSDB); 1º secretário: Luiz Claudio Romanelli (PSB); 2º secretário: Gilson de Souza (PSC); 1º vice-presidente: Plauto Miró (DEM); 2º vice-presidente: Tercílio Turini (PPS); 3º vice-presidente: Requião Filho (MDB); 3º secretário: Marcel Micheletto (PR); 4º secretário: Gilberto Ribeiro (PP); e 5º secretário: Nelson Luersen (PDT).

A Mesa tem um mandato de dois anos e a sua composição observa, tanto quanto possível – conforme o Regimento Interno do Poder Legislativo –, a representação proporcional dos partidos ou blocos parlamentares. Ao final da sessão, o presidente da Assembleia, Ademar Traiano, convocou sessão para a próxima segunda-feira (4), às 14h30, quando será instalada a 19ª Legislatura e haverá leitura da mensagem oficial do governador Carlos Ratinho Massa.

Abaixo, segue breve perfil de cada um dos membros da Mesa.

Presidente: Ademar Traiano 

Aos 66 anos, o deputado Ademar Traiano (PSDB) foi eleito para seu terceiro biênio como presidente da Assembleia Legislativa, cargo que exerce desde 2015. Natural de Francisco Beltrão e graduado em Direito, Traiano é viúvo e pai de três filhos. Começou na política em 1982 como vereador por Santo Antônio do Sudoeste, município do qual foi o primeiro prefeito eleito, em 1985. Cinco anos depois foi eleito deputado estadual como representante de municípios do Sudoeste e Oeste do Estado. Traiano inicia agora o exercício de seu oitavo mandato consecutivo na Assembleia Legislativa. Antes de presidir a Casa, foi também líder do Governo na Assembleia por quatro anos.

1º secretário: Luiz Claudio Romanelli 

Natural de Londrina, Luiz Claudio Romanelli (PSB), 62 anos, foi eleito em 2018 para o seu sétimo mandato na Assembleia Legislativa. Antes de chegar à Assembleia, foi vereador e secretário municipal em Curitiba e secretário estadual da Habitação (1991-94). Também foi secretário estadual do Trabalho entre 2012 e 2014, além de líder do Governo na Assembleia.

2º secretário: Gilson de Souza 

Nascido em Curitiba, em 1961, Gilson de Souza (PSC) é casado, tem três filhos e atua como pastor na Igreja do Evangelho Quadrangular há mais de 30 anos. Graduado em Teologia, é membro da Frente Parlamentar de Combate às Drogas e enfatiza seu trabalho na defesa dos valores da família.

1º vice-presidente: Plauto Miró Guimarães Filho 

Nascido em Ponta Grossa, em 1963, Plauto Miró (DEM) foi eleito para o seu oitavo mandato na Assembleia Legislativa como representante da região dos Campos Gerais – ele foi um dos responsáveis pela implantação do curso de Medicina na Universidade Estadual de Ponta Grossa. Por vários anos foi líder de bancada e membro da Comissão Executiva da Casa como 1º secretário.

2º vice-presidente: Tercílio Turini 

Médico formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), Tercílio Turini (PPS) vai exercer seu terceiro mandato na Assembleia Legislativa. Começou sua militância política em 1974, na oposição ao regime militar, a convite do então prefeito de Londrina, José Richa. Foi vereador na cidade. Paulista de Jaú, Turini tem 74 anos.

3º vice-presidente: Requião Filho 

Maurício Thadeu de Mello e Silva (MDB), 39 anos, é filho do ex-senador Roberto Requião, tendo adotado o nome político de Requião Filho. Casado e pai dos gêmeos Marcelo e Matheus, ele é advogado e especialista em Políticas Públicas. Foi reeleito em outubro para seu segundo mandato na Assembleia Legislativa.

3º secretário: Marcel Micheletto 

Natural de Toledo, Marcel Henrique Micheletto (PP) tem 39 anos, é casado e desenvolve atividades como empresário. Iniciou-se na política como prefeito de Assis Chateaubriand e renunciou ao cargo para disputar as eleições de outubro de 2018.

4º secretário: Gilberto Ribeiro 

Catarinense de Lages, Gilberto Ribeiro (PP) tem 53 anos e vai exercer seu terceiro mandato de deputado estadual. Antes de entrar na política, Ribeiro era radialista e apresentador de televisão, atividades que desenvolve há mais de 30 anos.

5º secretário: Nelson Luersen 

Nelson Luersen (PDT) começou na vida pública elegendo-se prefeito de Planalto em 1996. Exerceu este cargo por três vezes e em 2010 foi eleito para seu primeiro mandato de deputado estadual. Trabalhista, cultua a memória dos três grandes líderes do trabalhismo brasileiro: Getúlio Vargas, João Goulart e Leonel Brizola. (Com assessoria)

Confira outros Posts