Em relação à notícia de que o Tribunal de Contas do Estado encontrou irregularidades nas universidades estaduais do Paraná, a reitoria da UEPG esclarece que o ACÓRDÃO Nº 3798/18 do TCE RECOMENDA que a instituição:

“Adote políticas de gestão de pessoal (adoção de escalas, controle efetivo da jornada, avaliação da real necessidade de contratar horas extras, acompanhar o desempenho dos servidores durante a jornada normal) que permitam dar continuidade a prestação dos serviços sem exigir a necessidade de submeter os servidores a execução de horas extras continuamente”.

E:

“Adote ferramenta tecnológica para possibilitar a gravação de relatórios em formato de planilha eletrônica para as informações disponibilizadas no Portal da Transparência”.

Destaque-se que a atual reitoria, que assumiu em 1º de setembro de 2018, tem buscado dar o máximo de transparência, criando mecanismos rigorosos de controle e de planejamento em todas as áreas.

Sobre a habitualidade na realização de horas, a reitoria ainda esclarece que, por conta do quadro de funcionários da UEPG não estar sendo reposto há bastante tempo (a cada ano a instituição perde em média 50 funcionários por aposentadoria, morte ou exoneração), os servidores se desdobram para manter a instituição em funcionamento, recebendo legalmente para tanto em forma de horas extras.

No momento há um pedido no Governo do Estado de contratação de 100 agentes universitários para reduzir esta necessidade.

Para uma maior segurança e clareza, a reitoria está ampliando os pontos eletrônicos, sendo que já foram implantados para todos os funcionários do Hospital Universitário e em vários setores da Universidade.

Em relação à ferramenta para gerar planilhas eletrônicas, a administração da UEPG informa que a última solicitação do Tribunal se refere à navegabilidade do portal e à possibilidade de exportação de dados para o Excel, e que tais questões foram atendidas em julho de 2018. Além disso, desde setembro, o portal da UEPG vem sendo aprimorado com melhorias na usabilidade, algo que será constante ao longo dos próximos 4 anos.

A reitoria assumiu, desde a sua posse, um compromisso em atender sempre as recomendações técnicas do TCE, órgão com o qual mantém um diálogo colaborativo permanente. (Com assessoria)

Confira outros Posts