Destaques Ponta Grossa

Prefeitura orienta motoristas sobre as próximas etapas do EstaR Digital

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT), irá colocar em prática, nos próximos dias, mais uma etapa da implantação do sistema do EstaR Digital. A nova medida, segundo  a AMTT, consistirá na venda de créditos de forma exclusivamente digital pelos agentes de fiscalização nas ruas. Com a mudança, os blocos físicos inteiros passarão a ser disponibilizados apenas nos postos do EstaR localizados na sede da AMTT, na Praça Barão do Rio Branco e na Estação Arte.

“Nós já estamos promovendo a migração total para o sistema digital há alguns meses. Essa medida teve início com a interrupção da venda de folhas avulsas do EstaR pelos agentes ainda em 2018 e a impressão das notificações em papel termossensível. Agora ela atinge uma nova etapa, com a venda de blocos físicos sendo promovida apenas na sede e nos postos da AMTT a partir do mês de fevereiro”, explica o presidente da AMTT, Roberto Pellissari.

Ainda segundo Pellisari, a expectativa é de que a conversão total para as transações digitais aconteça entre março e abril desse ano. “Entendemos a importância de que esse processo seja feito de forma que as pessoas possam se acostumar com essa nova tecnologia e que também hajam opções para quem não quiser ou não puder utilizá-la. Nesse sentido, iremos manter a venda dos talões inteiros nos postos de venda até que sejam terminados os estoques. Enquanto isso, estamos estudando e articulando formas alternativas de aquisição dos créditos, seja através de Pontos de Venda (PDV) e outras formas de pagamento. É um processo complexo e que implementaremos na medida em que os trâmites necessários forem concluídos. Nossa expectativa é que consigamos promover a migração total entre os meses de março e abril”, completa Pellissari.

Tira-dúvidas sobre o EstaR Digital

O EstaR vai operar em sistema misto até quando?
A expectativa é de que esse sistema seja utilizado, no mais tardar, até abril deste ano, quando a venda de talões físicos deve ser interrompida pela AMTT. Obviamente, como esse período está atrelado ao número de blocos já impressos em estoque, não há como determinar uma data exata.

Quem não tem o aplicativo instalado ou internet móvel, como deve proceder?

Assim como acontece atualmente, os agentes de fiscalização do EstaR podem promover a venda de créditos e validação da vaga dos usuários que não possuem o aplicativo ou serviço de internet. Além disso, a Prefeitura já disponibiliza sinal de internet gratuita em alguns pontos do município que podem ser utilizados pelos usuários do sistema de Estar Digital. Outro ponto importante é que a AMTT, além de contar com postos do Estar em diversos pontos da cidade, também estuda a implantação de postos de venda informatizados.

Com a migração digital, os blocos já adquiridos serão inutilizados?

Não, os blocos físicos adquiridos poderão ser utilizados normalmente pela população, sem qualquer prejuízo.  A AMTT também disponibilizará a possibilidade de o usuário trocar os blocos físicos na sede da AMTT por bônus de estacionamento do Estar Digital.

Divido o carro com outra pessoa, mas o aplicativo não me permite cadastrar a placa em outros celulares. Como proceder?

Por medida de segurança, o aplicativo permite que a placa do veículo seja vinculada a um único cadastro. No caso de motoristas que compartilham um ou mais automóveis, basta utilizar o mesmo usuário e senha no aplicativo instalado.

Por que o Estar Digital vincula créditos para cada placa e não para cada CPF?

Sobre esse aspecto, atrelar créditos a cada placa permite um controle maior em situações onde os veículos são compartilhados por mais de um usuário, assim como o aplicativo. No entanto, caso o cidadão queira promover a transferência de créditos de uma placa para outra basta procurar a sede da AMTT. (Com assessoria)

Confira outros Posts