Destaques Política

Plauto lamenta a não redução do orçamento da Assembleia

O deputado estadual e 1º Secretário da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Plauto Miró (DEM), lamentou a decisão do presidente da Casa, deputado Ademar Traiano (PSDB), em não levar adiante a proposta de reduzir o orçamento do Legislativo Estadual para 2019.

Plauto apresentou em novembro proposta para reduzir de 3,1% para 2,5% o percentual que a Alep tem direito a receber anualmente do orçamento do Estado. Tal redução resultaria em economia de R$ 135 milhões por ano. Dinheiro que ficaria à disposição do Governo Estadual desde o início do ano. Hoje, a diferença de valores não usada pela Alep retorna somente no fim do ano ao Executivo em forma de devolução.

A proposta de Plauto foi considerada inconstitucional, por ser atribuição do Executivo tomar tal iniciativa. Porém, junto com o governador eleito Ratinho Junior (PSD), Plauto solicitou ao presidente Traiano que a redução fosse aprovada. A solução encontrada foi acionar a governadora Cida Borghetti (PP) para enviar matéria de mesmo teor. Na presença de Ratinho Junior e Plauto, Traiano se comprometeu em enviar ofício ao Palácio Iguaçu. Ao ser questionada acerca do tema, Cida declarou que enviaria o projeto, assim que recebesse o ofício.

Entretanto, Traiano recuou e não encaminhou o ofício solicitando o envio do projeto, e o orçamento do Estado acabou aprovado sem a redução.

Não foi dessa vez

“Não foi dessa vez! Eu tentei, fiz a minha parte e respeito a decisão tomada. Porém, vou continuar trabalhando para que a redução do Orçamento da Assembleia Legislativa do Paraná aconteça no futuro, pois já provamos que é possível gastar menos”, postou Plauto em seu perfil no Facebook. O deputado é o gestor dos recursos na Alep desde 2010.

Confira outros Posts