Destaques Mais Notícias Ponta Grossa

Hotel e apartamentos residenciais farão parte da ampliação do ‘Centro Antártica’

O projeto do Centro Empresarial Antártica (CEA) está prestes a ser ampliado. A R. F. Empreendimentos Imobiliários protocolou, junto ao Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Ponta Grossa, o projeto de construção da torre sobre o conhecido “Shopping Antártica”, localizado na região central da cidade, entre a avenida Vicente Machado e a rua Coronel Cláudio, no cruzamento com as ruas 7 de Setembro e Santos Dumont. O projeto prevê uma edificação composta por 22 pavimentos, dos quais, parte será destinada a um hotel e outra parte residencial. Um dos andares ocupará um centro de convenções.

No total, o projeto contempla quatro etapas, das quais, duas já estão concluídas, que são das lojas do ‘calçadão’, no piso intermediário e na avenida, além dos quatro pisos de estacionamento. Hoje, o Centro Empresarial Antártica conta com 26,6 mil metros quadrados de área construída, dividida em sete pavimentos. O que foi submetido ao Iplan é a Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), que já recebeu um parecer técnico preliminar, sobre as fases 3 e 4. A previsão de investimento, segundo o cronograma, é de aproximadamente R$ 15 milhões.

Terceira fase

A terceira fase é composta pelo centro de convenções, destinado para eventos. Para isso, serão construídos mais 2,8 mil m² de área. Já a partir do nono andar serão mais 15 pavimentos, dos quais seis ficarão com um hotel (do 9º ao 14º), e outros, a partir do 16º ficarão com residências. O 15º andar será utilizado como uma transição, recebendo infraestrutura para o hotel, como ar condicionado e caixas d’água, por exemplo. A nova área construída terá 11,69 mil metros quadrados – cada pavimento a partir do 9º andar terá uma área total de 589,3 metros quadrados.

No caso do hotel, serão 20 quartos por andar, totalizando 120 quartos para a hospedagem. Já nos pisos para uso residencial, serão 11 por andar, totalizando 66 apartamentos. Entre os andares 21 e 22, dos 11 apartamentos, oito serão duplex. Na área residencial a estimativa é de 229 habitantes.

A reportagem entrou em contato com a empreendedora Milane Barbur, para obter mais informações sobre o projeto e o Hotel. Ela afirmou, porém, que mais detalhes não podem ser revelados no momento. “Enquanto não tivermos todos os alvarás em mãos, a parceria não pode ser divulgada”, disse.

Detalhes

Conforme o documento protocolado junto ao Iplan, serão geradas mais de 400 vagas de emprego. Cerca de 100 delas na fase de construção e outras 307 já durante a fase de uso e ocupação. No hotel serão 30 funcionários e as lojas contarão com mais de 270 funcionários. O cronograma prevê 24 meses para a conclusão do projeto. Ao final, somadas todas as fases, o empreendimento terá 38,3 mil m².  (As informações e foto são do Portal aRede!)

Confira outros Posts