Destaques Ponta Grossa

TCE fará ‘auditoria piloto’ no transporte coletivo de Ponta Grossa

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT), foi escolhida pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) para a execução de uma auditoria piloto voltada aos sistemas de transporte coletivo no Paraná. O resultado do projeto será transformado em um relatório entregue ao município, que servirá como base para a implementação de melhorias, principalmente, na fiscalização do transporte coletivo na cidade, além de nortear os processos para  futuras análises do Tribunal em diversas cidades do estado.

De acordo com o presidente da AMTT, Roberto Pellissari, o órgão tem participado de reuniões com os técnicos do TCE durante toda a semana, onde foram discutidos diversos pontos relacionados à execução contratual do sistema de transporte coletivo em Ponta Grossa e o planejamento da AMTT voltado ao atendimento da demanda em todo o município.

“Diversos pontos estão sendo apresentados ao TCE e isso inclui desde o atendimento oferecido pela população em todos os bairros, o modelo tarifário, além de questões como a transparência na apresentação de informações sobre o sistema, por exemplo. É uma iniciativa muito importante e que entendemos ter um impacto muito positivo no trabalho que a AMTT já desenvolve, sempre buscando a transparência e o oferecimento do melhor serviço para a população”,  aponta Pellissari.

“A partir da conclusão do trabalho em campo realizado pelos servidores do TCE, nós receberemos um relatório  que será concebido mediante a análise de toda a documentação apresentada pela AMTT, entrevistas com usuários e a administração do sistema, e as visitas realizadas aos terminais e pontos de ônibus. Esse documento servirá como base para implementarmos melhorias principalmente na fiscalização do transporte coletivo”, explica Rosana Cruz, diretora do Departamento de Transporte da AMTT.

Fiscalização

Segundo o prefeito Marcelo Rangel, a escolha de Ponta Grossa como integrante da auditoria piloto fortalece o trabalho da AMTT como órgão fiscalizador do transporte coletivo, assim como também reforça a posição do município como referência em todo o estado.

“Sem dúvida, a escolha de Ponta Grossa para servir como referência pelo TCE demonstra a força que o município tem ganhado em todo o Paraná e fortalece o trabalho árduo e eficiente que a AMTT tem apresentado nos últimos anos. Cada vez mais, a fiscalização e o gerenciamento do transporte coletivo no município tem ampliado a tecnologia, a transparência  e o planejamento para suprir a demanda que têm sido apresentada como reflexo direto do nosso grande desenvolvimento, em diversas áreas, nos últimos anos”, conclui Rangel. (Com assessoria)

Confira outros Posts