Destaques Ponta Grossa

R$ 60 milhões: Prefeitura assina contrato e obras de asfalto começam ainda em 2018

O prefeito Marcelo Rangel assinou na tarde desta segunda-feira (15) contrato com a Caixa Econômica Federal para contratar operação de crédito pelo programa Finisa, no valor de R$ 60 milhões. Desse total, R$ 55 milhões serão voltados a investimentos para ampliar o índice de pavimentação asfáltica no Município, e os outros R$ 5 milhões para investimentos na área de informática e tecnologia. Em coletiva para a imprensa, o prefeito já anunciou a licitação da primeira obra para os próximos dias, contemplando a revitalização e execução de um binário na Avenida Monteiro Lobato.

“O Município nunca assinou um contrato de tamanha importância, que vai resultar em uma transformação completa da infraestrutura da nossa cidade, aumentando o nosso índice de pavimentação, especialmente em bairros que já estão há muitos anos aguardando por este investimento. Nossa estimativa, dependendo das condições que encontrarmos nas ruas, é de alcançarmos 80 quilômetros de vias pavimentadas com esses valores, para que possamos ampliar nossa pavimentação de 75% para 90% de toda a cidade”, adianta o prefeito Marcelo Rangel.

Conforme explica o secretário de Infraestrutura e Planejamento, Celso Sant’Anna, o primeiro bairro a receber as melhorias será o Jardim Carvalho. “Transformaremos um trecho da avenida Monteiro Lobato em um binário com a Avenida Eusébio Batista Rosas. O investimento na revitalização das ruas será de aproximadamente R$ 5 milhões e a licitação deve ser feita nas próximas semanas”, aponta o engenheiro civil. A Avenida Monteiro Lobato receberá obras no trecho entre as ruas Graciliano Ramos e Chafic Cury, enquanto a pavimentação da Avenida Eusébio Rosas será entre as ruas José Bonifácio e Chafic Cury.

Novos investimentos

De acordo com o prefeito, para a definição das próximas regiões e bairros contemplados com os investimentos, será feito contato direto com a população, através dos presidentes de associações de moradores e audiências públicas.

“Vamos iniciar com a Avenida Monteiro Lobato, uma das entradas do nosso município, com grande fluxo externo e interno, e logo teremos definido os próximos investimentos, sempre focando em áreas de maior necessidade e que beneficiem grande número de pessoas, como ligações interbairros. Sabemos da necessidade de Ponta Grossa com relação a pavimentação e vamos buscar ainda mais recursos para que todos os bairros recebam algum investimento nesse sentido”, explica Rangel.

Capacidade financeira

A operação de crédito de R$ 60 milhões só foi possibilitada pela avaliação da Prefeitura de Ponta Grossa na análise da capacidade de pagamento (CAPAG) realizado pelo Tesouro Nacional, ligado ao Ministério da Fazenda, obtendo nota B.

“Foi essa avaliação que permitiu ao Município garantir junto à Caixa Econômica uma boa avaliação de risco, permitindo a tomada de crédito de até R$ 60 milhões. Essa é a maior operação de crédito que assinamos em Ponta Grossa e também em todo estado”, destaca o Superintendente Regional da Caixa Econômica, Adriano Borges Resende.

Certidões

A adesão a este programa da CEF só foi possível por conta do compromisso da administração municipal em ficar em dia com as dívidas do Município. No mês de junho, em uma ação conjunta entre a Procuradoria Geral do Município e a Secretaria Municipal da Fazenda, a Prefeitura validou seu plano de pagamento para a dívida de precatórios junto ao Tribunal Regional do Trabalho e o Tribunal de Justiça.

Em julho, a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa obteve também a certidão federal negativa de débitos junto a Previdência Social e Receita Federal, referente ao recolhimento previdenciário dos servidores municipais, após a adesão a um parcelamento de valores que estavam pendentes do recolhimento da cota patronal do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Autoridades

A assinatura do contrato com a CEF ocorreu no gabinete do prefeito Marcelo Rangel, com a presença dos secretários da Fazenda, Cláudio Grokoviski; Governo, Maurício Silva; Administração e Recursos Humanos, Ricardo Linhares; o procurador geral, Marcus Freitas, além de outras autoridades da administração municipal e representantes da Caixa Econômica de Ponta Grossa e região. (Com assessoria)

Confira outros Posts