Destaques Eleições Ponta Grossa

Felipe Passos não se elege, mas obtém quase 50 mil votos para federal

O vereador Felipe Passos (PSDB) não conseguiu se eleger deputado federal no último domingo (07), mas conquistou uma votação expressiva, chegando a quase 50 mil votos. Foram exatos 49.661 votos, sendo que deste total, alcançou 25.650 votos somente em Ponta Grossa.

O resultado lhe rendeu a quinta suplência na coligação formada por um chapão com PSDB, PP, PTB, DEM, PMN, PMB, PSB e PROS, que elegeu oito parlamentares, entre eles Luciano Ducci (PSB), Aliel Machado (PSB), Pedro Lupion (DEM) e Ricardo Barros (PP).

A votação alcançada por Passos o eleva de patamar no mundo político municipal e estadual. A título de comparação, Passos obteve mais votos que Marcio Pauliki (SD) em Ponta Grossa. O candidato do solidariedade teve 25.094 votos, menos que os 25.650 de Passos. Em relação a Aliel Machado, Passos alcançou uma votação muito próxima na cidade, já que o peessebista obteve 25.937 votos e foi, reeleito no último domingo.

Quarto mais votado em PG

O vereador, portanto, foi o quarto com maior número de votos em Ponta Grossa. Além de Aliel, somente Sandro Alex (35.775 votos) e Mabel Canto (28.606 votos), para estadual, fizeram mais votos que o candidato tucano. Ou seja, nas próximas eleições municipais (2020), e de se supor que Passos possa querer algo a mais do que uma reeleição para a Câmara Municipal.

Passos tem laços com a igreja católica e possui uma história comovente, por ter sido vítima de um assalto, em 2013, enquanto organizava um grupo de jovens para viajem à Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, com a presença do Papa Francisco. Em 2016, foi candidato a vereador e se elegeu com a segunda maior votação, com 5.992 votos.

Na Câmara, Passos tem batido de frente com muitos parlamentares, ao defender a diminuição do número de cadeiras no Legislativo e a redução nos salário dos vereadores. Muitos colegas de Câmara o taxam de demagogo, mas pelo resultado das últimas eleições, tal posicionamento tem agradado o eleitorado.

Foto: Arquivo

Confira outros Posts