Destaques Eleições

Sandro Alex é indicado candidato representante das cooperativas da região

O deputado federal Sandro Alex (PSD) recebeu das cooperativas da região dos Campos Gerais e do Centro-Sul do Paraná a indicação para ser o representante do setor dentro da Frente Parlamentar do Cooperativismo no Congresso Nacional para o próximo mandato.

A atuação e o desempenho do parlamentar em Brasília, em defesa das bandeiras do cooperativismo, levaram as cooperativas da região a indicarem Sandro Alex como um dos candidatos que merecem ter o voto consciente dos cooperados.

A Ocepar (Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná) levantou todas as ações do deputado ao longo deste mandato em prol do segmento, bem como as votações favoráveis ao cooperativismo. Assim, a Ocepar entendeu a importância dos cooperados em apoiarem a candidatura de Sandro Alex.

“É um orgulho ter a indicação das cooperativas da nossa região para continuar representando este importante setor produtivo no Congresso. Ao longo de todos esses anos nós assistimos o envolvimento de inúmeras empresas em casos de corrupção, mas não tivemos nenhum caso envolvendo uma cooperativa, o que demonstra a credibilidade e seriedade dentro do processo de crescimento do Paraná e do Brasil”, destaca Sandro Alex.

Várias cooperativas indicaram Sandro Alex como representante nesta eleição, entre elas a Coopagrícola, Frísia, Castrolanda e Sicredi.

“Quero agradecer as cooperativas agrícolas e de crédito pela confiança no meu trabalho e cumprimento a todos os cooperados pelo trabalho exemplar realizado em conjunto para o crescimento do país”, disse o parlamentar.

Voto consciente

A Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) lançou a ‘Cartilha do Cooperativismo e as Eleições 2018’ voltada aos cooperados de cada região do país com a indicação de candidatos que já atuaram em defesa do setor e que merecem o voto do segmento tanto pela atuação dentro do Parlamento quanto pela ficha limpa na vida pública.

“A participação democrática do associado, um dos diferenciais do cooperativismo em relação aos demais modelos de negócio, não se restringe apenas ao universo de uma cooperativa. Fazer parte do processo de escolha consciente dos responsáveis pela formulação de leis e políticas públicas no país constitui um dever de todos aqueles que já conhecem o valor da cooperação e se preocupam com o coletivo”, consta na cartilha.

O material é destinado a cooperados, seus familiares e aos colaboradores das cooperativas. Trata-se de um instrumento que mostra a importância do voto e da participação efetiva e responsável no processo eleitoral. (Com assessoria)

Confira outros Posts