Foram iniciadas nesta quarta-feira (12) as obras de revitalização da Rua do Rosário, receberá um investimento de quase R$ 1,9 milhão no trecho entre a rua Catão Monclaro e a avenida Balduíno Taques. As máquinas estão atuando inicialmente na quadra entre as ruas Catão Monclaro e Doze de Outubro, bloqueando o trânsito naquele trecho e alterando o itinerário das linhas do transporte coletivo que passam pela região.

São afetadas as linhas Santa Mônica, UTFPR, Rio Pitangui, Direto Nova Rússia-Uvaranas, Maracanã, Vila Liane e Monteiro Lobato. Segundo o chefe de fiscalização viária da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT), Luiz Eduardo Lemes, nos casos das linhas Santa Mônica, UTFPR, Rio Pitangui e Terminal Nova Rússia-Uvaranas, os ônibus passarão pela rua Sete de Setembro, seguindo pelas ruas Comendador Miró, Coronel Dulcídio e Vicente Machado até o terminal Central.  Em relação a Vila Liane e Monteiro Lobato, o último ponto de desembarque antes do Terminal Central será próximo da Vila Hilda. Já os passageiros da linha Maracanã terão como último desembarque a Praça do Expedicionário.

De acordo com o presidente da AMTT, Roberto Pellissari, os cidadãos que possuírem dúvidas podem buscar informações junto ao departamento da AMTT no Terminal Central. “Nossa orientação é para que os cidadãos, caso necessitem, busquem informações no nosso escritório do Terminal Central e também com os funcionários da Viação Campos Gerais que trabalham com as linhas que terão alterações. Todos estão devidamente informados das mudanças e podem contribuir para eventuais esclarecimentos”, declara.

Revitalização viária

A melhoria será feita por partes, para não prejudicar a fluidez do trânsito central da cidade. Serão realizados os serviços de restauro de passeios, incluindo estruturas de acessibilidade como calçadas com piso podotátil e rampas, e novo revestimento asfáltico.

O secretário de Planejamento e Infraestrutura, Celso Sant’Anna, destaca que o investimento é essencial pelo fato da via ser uma importante ligação central. “A Rua do Rosário serve como escoamento do tráfego central e essa revitalização beneficiará os milhares de veículos que passam por ali diariamente”, aponta Sant’Anna, que é engenheiro civil. (Com assessoria)

Confira outros Posts