Destaques Mais Notícias Ponta Grossa Últimas Notícias

Madero investe R$ 40 milhões para ampliar fábrica em Ponta Grossa

Em cerimônia realizada na tarde de segunda-feira (02) foi inaugurada a nova cozinha central do Grupo Madero, expandida na unidade ponta-grossense da fábrica. O investimento nas melhorias foi de R$ 40 milhões e teve o incentivo da Lei Municipal nº 12.647/2016, que doou uma área no Distrito Industrial para viabilizar a ampliação contando com a contrapartida do investimento e da geração de novas vagas de emprego. Hoje a cozinha industrial possui 290 funcionários em um espaço de 11 mil metros quadrados – no geral, são 5.200 empregados em 13 estados do Brasil.

Segundo o presidente do grupo, Junior Durski, a parceria da Prefeitura foi imprescindível para a instalação da empresa em Ponta Grossa. “Lá em 2012, quando queríamos abrir essa fábrica, tínhamos outras cidades em mente. Mas todo o apoio e agilidade do governo municipal daqui nos convenceram não só a vir para essa cidade, mas continuar investindo nela”, apontou Durski na cerimônia, junto ao sócio e diretor geral da cozinha central, Luiz Adriano Urbanski.

Marcas

Segundo a empresa, 92% de tudo que é consumido pelos mais de 1,5 milhão de clientes distribuídos nos 140 restaurantes do grupo é produzido em PG. As marcas são Madero, Jerônimo, Vó Maria Durski e A Sanduicheria do Junior Durski. Voltadas a públicos diferentes, elas somam um crescimento de 60% ao ano.

Entre as novas metas estão a criação de uma nova marca até o final do ano e a previsão de, até 2022, contar com 700 restaurantes, 20 mil funcionários e R$ 4 bilhões em vendas. A unidade ponta-grossense receberá mais melhorias, viabilizadas pela Lei Municipal 13.034/2017, que prevê o investimento mínimo de R$ 80 milhões e a geração mínima de mais 129 empregos.

Benefícios

Na oportunidade, o prefeito Marcelo Rangel destacou os benefícios para a cidade em contar com a unidade instalada no seu Distrito Industrial. “Ponta Grossa está passando, desde os últimos anos, por um intenso processo de industrialização. Hoje temos o maior parque industrial do interior do estado e números que comprovam o nosso bom momento econômico, como a previsão do quinto maior repasse de ICMS do Paraná para o ano que vem, por exemplo”, apontou Rangel.

Já o secretário municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Paulo Carbonare, destacou o reflexo direto na população. “Estimamos que cada emprego na indústria gere pelo menos outros quatro em outros setores. No ano passado tivemos o maior saldo de empregos entre as maiores cidades do Paraná e os índices positivos vêm se repetindo a cada mês – o que prova o nosso crescimento na prática”, analisou Carbonare. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts