Na tarde desta terça-feira (26) a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA) realizou uma reunião sobre a implantação de uma Central de Abastecimento em Ponta Grossa. A iniciativa tem como intuito atender a demanda de distribuição de hortifrútis no município e em toda região dos Campos Gerais. O encontro aconteceu na sede da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) e também contou com a presença de secretários das cidades vizinhas que fazem parte da Associação dos Secretários de Agricultura dos Campos Gerais.

“Essa reunião serviu para apresentarmos nossas ideias em relação à implantação do empreendimento na nossa cidade. O caminho é que todos possam participar efetivamente em busca de um objetivo claro: o desenvolvimento dos pequenos produtores e da agricultura familiar. Ainda é importante frisar que uma Central de Abastecimento não se faz só com a banana, se faz com tudo aquilo que acontece em volta da produção dessa fruta, portanto a discussão é imprescindível”, explica o secretário da SMAPA, Ivonei Afonso Vieira.

Bandeira

A viabilização da Central é uma das bandeiras do Movimento dos Campos Gerais de Igual para Igual, como comenta o integrante Wilson Oliveira. “Essa reunião com inúmeras lideranças do agronegócio vem reparar uma injustiça que há com Ponta Grossa, porque a nossa cidade é a única entre os maiores municípios do Estado que não tem uma estrutura de abastecimento e distribuição”, apontou Oliveira.

No encontro foram discutidas propostas com lideranças do setor para apresentar ao Governo do Estado. O empreendimento atenderá toda a demanda dos Campos Gerais, que apresenta produção e até mesmo demanda de consumo.

Representantes de Palmeira, Teixeira Soares, Carambeí, Ivaí e Reserva estiveram na reunião. O secretário de Agricultura, Pecuária, Indústria, Comércio e Meio Ambiente de Reserva, Dulcídio Becher, acredita que o encontro seja positivo para toda região dos Campos Gerais. “Somos os maiores produtores de tomate do estado, e muitas vezes temos que usar intermediários para encaminhar a fruta a Londrina, Curitiba e Cascavel, e isso encarece demais para o produto. Se tivéssemos uma Central mais próxima, com certeza facilitaria o trabalho e ainda obteríamos maior lucro”, disse Becher.

 Reunião agendada

O chefe do Núcleo da Secretaria de Agricultura e do Abastecimento do Paraná, Lucas Beraldi Bastos, esteve com o secretário George Hiraiwa e marcou uma reunião para 4 de julho com os representantes de todos os municípios que estiveram no encontro de hoje.

“O posicionamento do George foi bem positivo, porque há anos Ponta Grossa vem tentando viabilizar uma Central de Abastecimento. Assim, ficará mais fácil para muitos que não precisarão sair daqui para comprar produtos em Curitiba em outras regiões, além de ter muitos produtores na região”, comenta Bastos. Após a aprovação do projeto a expectativa é que em cerca de um ano e meio a dois o empreendimento seja concluído na cidade. 

A discussão também contou com a participação de representantes do Legislativo Municipal, do Sindicato Rural dos Campos Gerais, Sociedade Rural dos Campos Gerais, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), lideranças da ACIPG e a comunidade em geral. (Com assessoria)

Confira outros Posts