A cervejaria Ambev, que já conta com duas unidades de produção no Paraná, sendo uma delas em Ponta Grossa, estuda ampliar os investimentos no Estado. Os planos de expansão da empresa foram apresentados nesta quarta-feira (20) à governadora Cida Borghetti, que se reuniu no Palácio Iguaçu com o vice-presidente de Relações Institucionais, Marcus Galeb, e com diretores da Ambev.

Os projetos de ampliação da companhia foram encaminhados à Secretaria de Estado da Fazenda e à Paraná Desenvolvimento, que irão estudar um novo enquadramento ao Paraná Competitivo. Atualmente, a cervejaria Adriática, unidade da Ambev que está em operação desde 2016 em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, foi instalada com apoio do programa de incentivos do Governo do Estado.

Muito a ganhar

Cida Borghetti afirmou que o Paraná tem muito a ganhar com os novos investimentos da companhia. “O Paraná está de portas abertas para os novos projetos da Ambev. Além da geração de empregos e do incremento na arrecadação, a ampliação da produção movimenta toda a cadeia produtiva, que vai desde o agronegócio, passa pela distribuição e pelo comércio”, disse a governadora. “Nossa equipe econômica vai estudar os planos da companhia para poder avançar nesta pauta”, salientou.

Além da unidade de Ponta Grossa, a Ambev conta com uma fábrica de refrigerantes em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba, seis centros de distribuição e trabalha com outros seis revendedores. Em toda a cadeia, desde o agronegócio até o varejo, a Ambev impacta na geração de 75 mil empregos no Estado. “O Paraná representa um grande indutor dos nossos resultados. Estamos sempre nos antecipando ao futuro e acreditamos que com o crescimento da economia no País, poderemos investir mais no Paraná”, disse Galeb.

Presenças

Participaram da reunião o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Virgílio Moreira Filho; os diretores de Relações Governamentais da Ambev, Disraelli Alves; e de Relações Institucionais, Tiago Pereira; o diretor-presidente da Paraná Desenvolvimento, Adalberto Netto; e o assessor de Assuntos Econômicos da Secretaria da Fazenda, Francisco Inocêncio. (Fonte: ANPr)

Confira outros Posts