Sem categoria

Agentes da AMTT iniciam venda digital do EstaR na segunda-feira

A Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT) dará mais um passo importante no processo de implantação do EstaR Digital em Ponta Grossa na próxima segunda-feira (21). Isso porque, partir da semana que vem, os motoristas que abordarem os agentes para a compra avulsa do EstaR não receberão mais uma folha de papel para colocar no painel do veículo, passando a ter o tempo de utilização da vaga validado diretamente pelo aplicativo do agente do EstaR. Para isso, basta que o usuário forneça a placa do veículo no momento em que estiver realizando o pagamento.

A mudança faz parte de um cronograma de implantação gradativo do EstaR Digital no município, iniciado em meados de dezembro de 2017 e que nas últimas semanas começou a afetar diretamente os motoristas e usuários locais do sistema. O objetivo é que todo o processo seja automatizado e que a utilização do papel seja abolida nos próximos meses.

A AMTT ressalta que os usuários não precisam se preocupar em utilizar o celular por ora, já que todo o processo será realizado pelos agentes de trânsito.

Somente na compra avulsa

Além disso, os talões antigos podem continuar sendo utilizados pelos motoristas. A única mudança, por enquanto, é durante a compra avulsa do tempo de estacionamento com um agente – ou seja, quando o motorista não tem consigo nenhum cartão e precisa estacionar em uma das vagas demarcadas pelo EstaR. Ao invés de receber um papel para anotar o horário de chegada, como de costume, o usuário terá o veículo cadastrado no sistema integrado dos agentes de trânsito.

Segundo o presidente da AMTT, Roberto Pelissari, o motorista precisará somente fornecer o número da placa para um dos agentes e fazer o pagamento em dinheiro, como de costume. “Acreditamos que a mudança para o EstaR Digital será muito benéfica para a população, que terá facilitada a utilização das vagas de estacionamento regulamentado com mais segurança e agilidade, além de melhorar o processo de fiscalização do município”, reitera.

Esta é a segunda mudança ‘visível’ no processo gradativo de implantação do EstaR Digital. A primeira delas foi a utilização de um papel termossensível para imprimir as notificações de veículos estacionados irregularmente – antigamente o agente precisava preencher uma ficha a mão. (Com assessoria)

Confira outros Posts