Política Ponta Grossa Sandro Alex

MEC confirma Instituto Federal do Paraná para Ponta Grossa em 2018

Ponta Grossa terá uma unidade do Instituto Federal do Paraná (IFPR) ainda em 2018. A garantia foi dada pela equipe técnica do Ministério da Educação (MEC) na noite de segunda-feira (11), durante reunião em Brasília. O encontro aconteceu uma semana depois da autorização do ex-ministro da Educação, Mendonça Filho, para a realização dos estudos de viabilidade para instalação do IFPR. O projeto tem o apoio do novo ministro da Educação, Rossieli Soares.

Na reunião desta semana, com a presença da secretária de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério, Eline Neves Braga Nascimento, responsável pelos Institutos Federais em todo o país, do reitor do IFPR, Odacir Zanatta, do reitor da UTFPR, Luiz Alberto Pilatti, do diretor geral do Campus de Ponta Grossa da UTFPR, Antonio Augusto de Paula Xavier, e do deputado federal Sandro Alex (PSD), houve o consenso de que é possível a instalação da unidade ainda neste ano.

O consenso ocorreu, conforme Sandro Alex, primeiro pela demanda por cursos técnicos profissionalizantes em Ponta Grossa e região. Segundo, porque será feita uma parceria inédita em todo o país, com a cooperação do MEC, do IFPR, da UTFPR e da Prefeitura Municipal. Essa união dará condições estruturais para que o projeto saia do papel.

Cinco cursos

Serão cinco cursos implantados nessa primeira etapa. Ficou agendada uma nova reunião, dentro de 15 dias, para finalizar o projeto de cursos e definir o calendário para efetivação. Sandro Alex adianta que entre os cursos, devem estar Mecânica e Informática.

A ideia da parceria é de que a Prefeitura disponibilize um local para as aulas, o IFPR entre com os professores, assim como a UTFPR, que também poderá fornecer a estrutura de laboratórios. Parte do custeio virá do Ministério da Educação.

“O MEC garantiu o suporte financeiro para viabilizar o IFPR em Ponta Grossa e nesta cooperação pioneira no país conseguimos essa importante conquista para nossa cidade e região. Quero agradecer o empenho do professor Zanatta, que não mediu esforços para ofertar os cursos, e ao professor Pilatti, que vai disponibilizar as instalações da UTFPR para os cursos técnicos”, declarou Sandro Alex, que vem trabalhando há seis meses nesse projeto.

O deputado salientou ainda a participação do prefeito Marcelo Rangel (PSDB), que colocou a Prefeitura à disposição para colaborar com o local a ser instalado o IFPR, e a disposição também por parte do MEC, que entendeu a necessidade do investimento para oferta dos cursos técnicos.

Construção do campus

A instalação da instituição de ensino se dará em duas frentes, essa de forma imediata e outra a longo prazo. A instalação a longo prazo vai acontecer através da construção de um campus próprio do IFPR em Ponta Grossa, o que vai demandar de maior aporte orçamentário federal. Assim que os recursos estiverem disponíveis, a Prefeitura entrará com a cessão de um terreno para construção. A estimativa é de que todo o trâmite leve cerca de dois anos e precisa do ser aprovado pelo Congresso Nacional.

“Nós queremos e vamos lutar por esse campus do IFPR em Ponta Grossa, mas como é um processo longo, vamos trabalhar nesse momento de forma conjunta para garantir os cursos em curto prazo à população. Isso assegura a primeira semente do IF em terra ponta-grossense”, finalizou Sandro. (Com assessoria)

Confira outros Posts