Brasil Política

Aliel destaca filiação de Joaquim Barbosa para ser candidato a presidente pelo PSB

Ex-ministro e presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, se filiou nesta sexta-feira (6) ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). Em um ato privado, Barbosa assinou a ficha de filiação junto com o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira. A chegada de Barbosa ao PSB contou com a participação e articulação central dos deputados federais Aliel Machado (Paraná) e Alessandro Molon (Rio de Janeiro). As informações são do Portal aRede!

Em entrevista ao portal aRede e do Jornal da Manhã, Aliel confirmou a participação no processo de filiação do ex-ministro do STF. “Sofri muitas críticas pela situação do PSB aqui no Paraná [apoio ao governo de Beto Richa] e não concordo com esses encaminhamentos. Mas me filiei ao PSB diante da possibilidade de contar com o ministro no partido e de apresentar um projeto alternativo ao país”, afirmou Machado.

Relator do ‘Mensalão’

Joaquim Barbosa ficou nacionalmente conhecido durante os julgamentos do chamado “Mensalão”, em 2006, quando assumiu a relatoria dos casos no Supremo – ele também julgou o “Mensalão Tucano”, em 2011. Aposentado desde 2014 da atividade no Campo Jurídico, Barbosa havia se afastado das atividades públicas, mas a expectativa do PSB é que ele seja candidato à presidência da República em outubro.

Na visão de Aliel, a filiação de Barbosa representa uma “vitória”. “Existe um grupo progressista no PSB que luta para viabilizar um candidato e apresentar um projeto sólido para o país. Acredito que não devemos optar pelos extremos agora, precisamos de uma figura que una a população para superarmos a crise política”, comentou o deputado federal que se filiou ao PSB em fevereiro ao deixar a Rede Sustentabilidade.

Aliel opinou ainda que Joaquim Barbosa, caso viabilize a candidatura para presidente, deverá canalizar boa parte do eleitorado “descontente” com os políticos tradicionais. “Barbosa tem uma história muito bonita de superação, veio de uma família pobre e sabe das dificuldades dos mais humildes. Ao mesmo tempo, ele teve participação fundamental no fortalecimento do combate à corrupção no Brasil”, contou Aliel.

Atuação e perspectivas nas eleições

Indicado pelo então ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o STF, Barbosa se destacou no julgamento do escândalo conhecido como Mensalão. Atualmente, aos 63 anos, ele atua como advogado. Na última pesquisa Datafolha, divulgada em 31 de janeiro, Barbosa apareceu com 3%, 5% e 6% das intenções de voto, em diferentes cenários com candidatos diversos. Na visão de lideranças do PSB, Joaquim poderia representar uma “nova liderança” na disputa pelo comando da República.

Viabilização da candidatura

Ao lado de Alessandro Molon, Aliel Machado deverá ter papel central na viabilização da candidatura de Joaquim Barbosa, principalmente na conquista de apoios partidários e alianças. Além disso, existe o desafio de viabilizar um nome para ocupar o cargo de vice-presidente na chapa – nesse cenário, até mesmo a ex-ministra, Marina Silva, é cotada como possibilidade.

Confira outros Posts