Política Ponta Grossa Sandro Alex

Ministro da Educação autoriza estudos para instalação do IFPR em Ponta Grossa

Ponta Grossa pode receber em breve a instalação de um campus do Instituto Federal do Paraná (IFPR). Os estudos para que isso aconteça foram autorizados nesta quinta-feira (05) pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, durante reunião em Brasília, com o deputado federal Sandro Alex (PSD), da qual também participaram profissionais da equipe técnica do Ministério.

Sandro Alex tem trabalhado para viabilizar o IFPR há mais de três meses. Ele apresentou ao Ministério os dados de Ponta Grossa e dos Campos Gerais que justificam a necessidade do aumento na oferta de cursos técnicos profissionais. Agora, recebeu o aval do ministro para conduzir as tratativas. Mendonça Filho deixa o Ministério nesta sexta-feira (06), mas o novo ministro, Rossieli Soares, já garantiu ao deputado que dará o apoio necessário para implantar o IFPR em Ponta Grossa.

A instalação da instituição de ensino em Ponta Grossa se dará em duas frentes, uma de forma imediata e outra a longo prazo. A primeira, para viabilizar a instalação imediata do IFPR na cidade – ofertando de três a quatro cursos -, será efetuada uma parceria entre o IFPR, a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e a Prefeitura de Ponta Grossa, com o suporte do Ministério da Educação.

Parceria

O ministro agendou para a próxima semana uma reunião, em Brasília, com a presença do reitor do IFPR, Odacir Zanatta, do reitor da UTFPR, Luiz Alberto Pilatti, do prefeito Marcelo Rangel e do deputado Sandro Alex, com a presença da secretária de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério, Eline Neves Braga Nascimento, responsável pelos Institutos Federais em todo o país. Ela também participou da reunião de trabalho desta quinta-feira.

A ideia da parceria é de que a Prefeitura disponibilize um local para as aulas, o IFPR entre com os professores, assim como a UTFPR, que também poderá fornecer a estrutura de laboratórios. Parte do custeio virá do Ministério da Educação.

Construção do campus

A instalação a longo prazo vai acontecer através da construção de um campus próprio do IFPR em Ponta Grossa, o que vai demandar de maior aporte orçamentário federal. Assim que os recursos estiverem disponíveis, a Prefeitura entrará com a cessão de um terreno para construção da obra. A estimativa é de que todo o trâmite leve cerca de dois anos.

“Nós queremos e vamos lutar por esse campus do IFPR em Ponta Grossa, mas como é um processo longo, vamos trabalhar nesse momento de forma conjunta para garantir os cursos em curto prazo à população. Serão de três a quatro cursos, o que vai assegurar a primeira semente do IF em terra ponta-grossense”, ressaltou Sandro.

“O que conseguimos hoje [quinta-feira] foi um sinal verde para continuarmos com a nossa luta no sentido de encontrarmos uma forma de viabilizar esse importante investimento na área da educação. A reunião na próxima semana será fundamental e creio que podemos avançar nas tratativas”, disse Sandro.

O deputado enfatiza que a vinda desses cursos técnicos de nível médio confirma a cidade de Ponta Grossa como polo educacional do Paraná e do país, que vem em uma ação crescente para viabilizar qualificação profissional e mão de obra qualificada às indústrias, comércio e empresas locais. (Com assessoria)

Confira outros Posts