Política Ponta Grossa

Ricardo Zampieri apresenta projeto ‘Doadores do Futuro’

O vereador Ricardo Zampieri (SD) protocolou na última semana o projeto de lei nº 49/2018, intitulado ‘Doadores do Futuro’. A proposta quer regulamentar o debate sobre a doação de sangue e de medula óssea entre os alunos do 4º e 5º ano das escolas municipais de Ponta Grossa. O programa tem o objetivo de conscientizar os estudantes sobre a importância da doação voluntária.

Para que o tema seja difundido entre as crianças, serão realizadas palestras e cursos durante o período escolar. De acordo com o documento, protocolado no dia sete de março, o processo de orientação e conscientização poderá contar com a participação de profissionais específicos da área de Hematologia e da Saúde, além de acadêmicos de instituições públicas e privadas, com o objetivo de que eles já adquiram experiência referente ao tema e como trabalhá-lo junto aos mais novos.

Adequação

Se a proposta for aprovada na Câmara e sancionada pelo prefeito Marcelo Rangel (PPS), as escolas terão um ano para se adequar e iniciar os debates. Para o vereador autor do projeto, a iniciativa é mais uma tentativa de se criar uma cultura de doação de sangue e de medula óssea junto à população.

“Sabemos da importância de se manter um banco de sangue sempre cheio e também temos conhecimento das dificuldades que o nosso Hemepar tem com esta questão. Mais que incentivar as crianças no futuro, o projeto também tem uma visão em curto prazo, já que as discussões em salas de aula podem muito bem ser levadas pelas próprias crianças até o ambiente familiar, incentivando a doação imediata de sangue, por exemplo”, explica o vereador.

Para Zampieri, também é importante que o tema seja discutido o quanto antes com as crianças, para que seja criada uma cultura de incentivo à doação. “O projeto funcionará no 4º e 5º ano do Ensino Fundamental porque é a partir deles que temos competência para regulamentar. Mas o ideal é que a criança tenha o mais cedo possível a noção da importância que é a doação de sangue e de medula óssea para salvar outras vidas”, ressalta.

A medida atualmente tramita pelas comissões internas na Câmara de Ponta Grossa e deve entrar em discussão em breve durante as sessões. (Com assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts