Política Ponta Grossa

Dez indústrias vão investir R$ 100 milhões e gerar 522 empregos diretos em PG

Em cerimônia realizada nesta sexta-feira (17) o prefeito Marcelo Rangel (PPS) encaminhou para a Câmara dos Vereadores dez projetos de lei que visam a doação de áreas do Distrito Industrial e a permissão de uso do antigo barracão do IBC como incentivo para a implantação de novos investimentos em Ponta Grossa. Juntos, eles quase chegam a R$ 100 milhões e garantem a geração de pelo menos 522 empregos diretos.

O coordenador municipal de Desenvolvimento Industrial, Comercial e Tecnológico, Adilson Strack, explica que o uso dos imóveis já foi aprovado pela Comissão de Desenvolvimento Industrial (Codesi) e agora os projetos de lei devem ser aprovados na Câmara para que as instalações possam ser iniciadas.

“Todas essas empresas vêm se consolidar na nossa cidade trazendo benefícios como a geração de empregos. Como a estimativa é que cada vaga direta gera cerca de outras quatro indiretas, apenas com estes investimentos serão criados 2.600 empregos”, aponta Strack, que também é vice-presidente da Codesi.

Indústrias

As empresas que poderão ser instaladas no Distrito Industrial são a Aldelphia Engenharia, Aler Comércio de Móveis, Buturi Log, Indústria e Comércio de Ração Ltda, Pedro Duarte/Kaiapós e Terraplanagem Zabel. Entre os investimentos também está a terceira ampliação da fábrica do Madero, que é a única unidade do Brasil e injetará R$ 80 milhões nas melhorias estruturais.

Já entre as indústrias que poderão ocupar o barracão em um prazo de 10 anos, estão a Ampere Fios e Cabos, a TCM Materiais de Concreto e a W.A.M. Licitações, que serão responsáveis pela recuperação e manutenção de todo o espaço durante o período autorizado.

O secretário de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Paulo Carbonar, destaca o novo uso do imóvel e reforça que para manter a permissão os empresários devem respeitar os itens dispostos na legislação. “Cada projeto de lei exige que para ocupar estes espaços as empresas devem seguir regras, como garantir investimentos e empregos. Hoje estamos tanto propondo o resgate de um local que estava sem uso quanto realocando negócios, já que três destas áreas foram retomadas de pessoas que não cumpriram o combinado”, categoriza Carbonar.

Maior do interior

O prefeito Marcelo Rangel lembra que o parque industrial de Ponta Grossa já é o maior do interior do Paraná e a cidade está em um ritmo de desenvolvimento acelerado. “Indústrias representam cadeia de produtividade. As nossas concessões de áreas não são benefícios, mas sim contrapartidas diretas para a economia do município”, analisa Rangel.

Também participaram da cerimônia representantes dos empreendimentos e da Codesi e autoridades, entre elas, secretários municipais, deputado estadual Hussein Bakri, vereador Rudolf Polaco – nesta ocasião como representante dos edis, recebendo os projetos de lei para análise -, os vereadores Celso Cieslak, Sargento Guiarone, Victor Hugo e Geraldo Stocco e representantes dos vereadores Dr. Magno e Professora Rose. (Fonte: PMPG)

Confira as entrevistas com o prefeito Marcelo Rangel e o secretário Paulo Carbonar:

Confira a lista das 10 indústrias

Confira outros Posts