Política Ponta Grossa

Em carta, Rangel abre mão de pré-candidatura a governador pelo PPS e deve ir para o PSDB

O prefeito Marcelo Rangel não é mais pré-candidato ao Governo do Estado pelo PPS. Ele encaminhou nesta quinta-feira (16) uma carta direcionada ao presidente estadual da legenda, deputado federal Rubens Bueno, em que agradece a acolhida do partido com suas ideias, mas que não pretende mais disputar a vaga para candidatura.

Rangel estava até então na disputa interna com o prefeito de Guarapuava, César Silvestre Filho, que tem a preferência da direção estadual pepessista para ser o pré-candidato oficial. Certamente, é uma prévia para que o alcaide mude de sigla nas próximas semanas. O destino deve ser o PSDB – ver matéria.

Insustentável

A situação de Rangel no PPS ficou insustentável desde que Rubens Bueno iniciou uma retaliação em decorrência da saída do partido do irmão do prefeito, o deputado federal Sandro Alex, que passou a presidir o PSD. Com a saída, o PPS teve baixa no valor recebido via Fundo Partdiário – que tem como parâmetro o número de parlamentares em cada bancada.

Rubens tentou minar, inclusive, a candidatura do prefeito à reeleição, insistindo para que o então vice-prefeito, Dr. Zeca Raad, disputasse uma prévia para sair candidato, o que acabou não ocorrendo. Por último, com o aval de Bueno, a direção estadual do PPS convidou o deputado federal Aliel Machado (Rede), adversário de Rangel, para se filiar e ser candidato à reeleição à Câmara Federal. O convite não foi aceito.

Convite de Alckmin

Agora, Rangel tem o convite do PSDB feito diretamente pelo pré-candidato tucano à Presidência, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que deverá vir a Ponta Grossa ainda neste ano para filiar Rangel. Os resultados da administração de Rangel à frente da Prefeitura de Ponta Grossa lhe fez render muitos convites de filiação, mas a escolha pelo PSDB já é dada como certa.

No ninho tucano, Rangel deverá permanecer com o projeto de ser candidato ao Governo do Estado, sendo que, uma indicação para ser o vice na futura chapa a ser encabeçada por Ratinho Junior (PSD) é vista com bons olhos, tanto por Rangel, quanto por Sandro Alex. É esperar pra ver. Porém, sem dúvidas o prefeito estará demarcando terreno na política paranaense e sentara à mesa para participar das tratativas que definirão as candidaturas para 2018.

Confira a íntegra da carta enviada por Rangel ao presidente estadual do PPS, Rubens Bueno:

“Prezado presidente:

A oportunidade de contribuir para o desenvolvimento da gente do meu Estado é um desafio sem precedentes e uma grande honra. Todavia, sirvo-me da presente para comunicar que estou, por este ato, abrindo mão de minha pré-candidatura ao governo do Paraná pelo PPS.

Espero sinceramente que os projetos conjuntos, em que sempre acreditei, sejam levados adiante e haja sucesso nas proposições que tenham como base a igualdade e como finalidade o progresso de todos.

Agradeço a acolhida que minha disposição teve, mas entendo que devo abrir mão dessa pré-candidatura pelo PPS, nesta quadra dos acontecimentos.

Reiterando meus agradecimentos pela atenção e acolhida,

Marcelo Rangel”

Confira outros Posts