O governador de São Paulo e pré-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin (PSDB), ligou recentemente para o prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PPS). O objetivo foi convidar o ponta-grossense para ingressar nas fileiras no Partido da Social Democracia Brasileira, dentro de um processo de renovação política dos tucanos em nível nacional.

Segundo o que apurou o Blog, Alckmin destacou o trabalho implantado por Rangel na administração municipal desde que assumiu o mandato, em 2013,- notadamente na área da educação, com a ampliação do ensino em tempo integral -, e frisou que espera contar com o prefeito nos quadros do PSDB para 2018, quando o governador de São Paulo deve disputar a Presidência.

Presença de Alckmin

Neste sábado (11), em Curitiba, durante evento do PSDB paranaense, o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano, afirmou em discurso que Rangel irá se filiar ao partido em breve. Os comentários no encontro tucano, que marcou a condução do governador Beto Richa à presidência da legenda no Paraná, foi de que a filiação de Rangel será feita em Ponta Grossa com a presença de Alckmin, em data ainda a ser definida.

Procurado pelo Doc.com para falar sobre o assunto, Rangel disse que ficou lisonjeado ao receber o convite diretamente do governador de São Paulo, que demonstra um reconhecimento pelo seu trabalho da Prefeitura, mas não revelou se aceitará ou não tal convite.

PPS

É sabido que Rangel está sendo ‘rifado’ dentro do PPS pelo presidente estadual da legenda, deputado federal Rubens Bueno, que prioriza a eleição à Câmara Federal em 2018, para que a sigla consiga ultrapassar a cláusula de barreira estabelecida pela mini-reforma política. Assim, com o propósito de eleger o maior número possível de deputados federais, o PPS convidou recentemente o deputado da Rede, Aliel Machado, para se filiar. Tal convite não foi aceito por Aliel, mas fez com que Rangel repensasse sua permanência entre os pepessistas, já que estariam dispostos a abrigar um adversário político – ver matéria.

Partidos

Diante desse quadro, Rangel, que é pré-candidato a governador, tem avaliado o convite de alguns partidos para uma futura mudança. Além do PSDB, o PSD e o PP teriam procurado o alcaide. Entretanto, a opção de Rangel deve ser mesmo o PSDB, partido ao qual já foi filiado no passado, antes de ingressar no PPS para ser candidato a deputado estadual em 2006.

2018

A informação é de que no PSDB, segundo maior partido do país no Congresso Nacional, Rangel ficaria em uma posição política mais favorável para participar do pleito do ano que vem. O prefeito busca viabilizar candidatura ao Governo, mas veria com bons olhos a possibilidade de ocupar a vaga de vice na chapa a ser encabeçada pelo deputado estadual Ratinho Junior, que é pré-candidato a governador pelo PSD, legenda que tem como presidente estadual o irmão de Rangel, deputado federal Sandro Alex.

Em relação ao PPS, o PSDB tem maior tempo de televisão no horário eleitoral gratuito e uma participação maior no fundo eleitoral que vai financiar as campanhas no ano que vem. Uma vez no PSDB, Rangel será o prefeito do partido com maior visibilidade no Paraná.

Confira no vídeo enviado ao Blog em que Traiano fala sobre a filiação de Rangel no PSDB durante encontro estadual do partido:

Foto: Divulgação

Confira outros Posts