Política Ponta Grossa

Vereadores criticam postura de entidades favoráveis à intervenção militar

Repercutiu na sessão desta segunda-feira (09) da Câmara Municipal a carta pública assinada por 27 entidades de Ponta Grossa e região, encabeçada pela Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) e publicada no Jornal Diário dos Campos, em que manifestam apoio à declaração do general Antônio Hamilton Mourão, que defende a intervenção militar no país.

O vereador Pietro Arnaud (Rede) usou a tribuna da Câmara para tratar do assunto. Ele fez declarações fortes para relatar o fato, tais como “nota ridícula”, “ACIPG faz a cidade passar novamente vergonha nacional”, “e o que a ACIPG está fazendo para combater a corrupção?”.

O outro parlamentar da Rede, Geraldo Stocco Filho, também endossou as palavras do correligionário. Para ele, é necessário defender a democracia, e não fomentar apoio a alternativas que significam afronta aos direitos democráticos.

O vereador do Podemos, João Florenal, foi outro que, embora tenha sido sargento do Exército, disse acreditar que o papel das Forças Armadas é de garantir a paz e a soberania nacional, mas sem interferir no sistema político do país.

Posições

A maioria dos vereadores com quem o Blog conversou disse ser contrário à posição adotada pelas entidades. Porém, não quiseram se manifestar para não se indispor com a direção de tais entidades. Alguns poucos, entretanto, afirmaram concordar, pelo menos em partes, com a carta pública, mas não querem tornar público esse pensamento com receio da repercussão perante a opinião pública. (Foto: Kauter Prado\Câmara)

Pietro falou ao Doc.com acerca do tema. Veja:

 

Veja na íntegra a Carta pública de apoio da ACIPG ao general Mourão:

As entidades abaixo nominadas vêm a público declarar seu apoio ao General Antônio Hamilton Mourão, Secretário de Finanças das Forças Armadas, que declarou recentemente que uma intervenção militar pode ser adotada se o Judiciário não resolver o problema político referente à corrupção.

Concordamos com o oficial do Exército Brasileiro que a política nacional chego ao nível máximo de tolerância, e exigimos que o Poder Judiciário cumpra com sua função de afastar da vida pública essas pessoas que estão acabando com as riquezas do país. Não podemos mais aceitar que negociatas políticas permitam que as mesmas pessoas continuem a levar o Brasil à ruína.

Há conforto em saber que existem brasileiros como ele, que ainda se preocupam com a nação e se disponibilizam a lutar pelo futuro.

Assim, parabenizamos o General pelas suas palavras e reiteramos nosso apoio.

Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG); Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL); Conselho Empresarial da Mulher Executiva (CEME); Conselho Comunitário de Segurança de Ponta Grossa (CONSEG); Sociedade Rural dos Campos Gerais; Sindicato do Comércio Varejista de Ponta Grossa (SINDILOJAS); Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios de Ponta Grossa (SINDIREPA); Conselho do Jovem Empresário (CONJOVE); Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (SESCAP); Núcleo Sindical Rural dos Campos Gerais representando: Sindicato Rural de Arapoti; Sindicato Rural de Carambeí; Sindicato Rural de Castro; Sindicato Rural de Imbituva; Sindicato Rural de Ipiranga; Sindicato Rural de Ivaí; Sindicato Rural de Jaguariaíva; Sindicato Rural de Ortigueira; Sindicato Rural de Palmeira; Sindicato Rural de Piraí do Sul, Sindicato Rural de Ponta Grossa, Sindicato Rural de Porto Amazonas; Sindicato Rural de Reserva; Sindicato Rural de Sengés; Sindicato Rural de Teixeira Soares; Sindicato Rural de Telêmaco Borba; Sindicato Rural de Tibagi; Sindicato Rural de São João do Triunfo.

 

Acesse ainda:

Presidente da ACIPG nega defesa à ditadura, mas reitera apoio ao general Mourão

Aliel Machado repudia apoio da ACIPG pró-intervenção militar

Sugerida por Péricles, moção de repúdio às entidades pró-intervenção militar é aprovada na ALEP

Confira outros Posts