Política

Richa oficializa R$ 240 milhões para saneamento e abastecimento de água na região; PG terá R$ 36 milhões

Beto Richa anuncia, em Ponta Grossa, ampliação nos sistemas de abastecimento de água e esgoto sanitário para 33 municípios das regiões dos Campos Gerais, Centro e Centro Sul do Parana | Foto: Orlando Kissner/ANPr

Mais 32 municípios do Paraná, das regiões dos Campos Gerais, Centro e Centro-Sul, serão beneficiados com ampliação nos sistemas de abastecimento de água e de esgoto sanitário. Vivem nestas regiões mais de 2 milhões de pessoas. Nesta quinta-feira (25), em Ponta Grossa, o governador Beto Richa (PSDB) confirmou a aplicação de R$ 240 milhões nestas cidades, autorizou início de diversas obras e assinou contratos para novos projetos.

Richa explicou que este investimento compõe um total de R$ 1,5 bilhão para obras de saneamento no Paraná. As aplicações começaram neste ano e serão executadas até o fim de 2018. “Temos realizado sistematicamente importantes investimentos em água e esgoto sanitário ao longo dos últimos anos, o que faz com que a Sanepar seja reconhecida como a melhor companhia de saneamento do Brasil”, disse Richa.

“O Instituto Trata Brasil, organização de conceituada na área ambiental, mostra que das 11 cidades com melhores índices de saneamento do Brasil, cinco estão no Paraná e uma delas é Ponta Grossa”, finalizou.

Mais recursos

O presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, disse que, além dos R$ 1,5 bilhão já em aplicação, estão previstos para os próximos quatro anos aplicação de R$ 800 milhões a R$ 1 bilhão ao ano. “Com certeza voltaremos aqui para fazer novos anúncios.”

Foto: Orlando Kissner/ANPr

Ponta Grossa

Entre as obras em andamento em Ponta Grossa estão a ampliação do sistema de abastecimento de água e do sistema de esgoto, que irá atender 518 famílias. O governador também assinou ordens de serviços de R$ 8,1 milhões para o Município.

Para o prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PPS), os investimentos mostram que o Governo Estadual está preocupado com as demandas do Município. “O Estado entende as necessidades”, disse ele.

Melhora do índice

O investimento em União da Vitória vai melhorar o índice de saneamento do Município. “Em 2016, a cidade tinha 28% de saneamento e esse número vai chegar a 60% em 2020”, afirmou o prefeito Santin Roveda. Segundo ele, 56 mil pessoas do Município são beneficiadas pelas obras.

Falta de água

Em Irati, com 60 mil habitantes, a ampliação no sistema de abastecimento vai ajudar a resolver um antigo problema, que é a falta de água em alguns bairros. “Vamos resolver por completo isso no setor urbano”, disse o prefeito Jorge Derbli.

Presenças

Participaram do encontro o gerente-geral da Caixa, Délcio José Divilacua; o chefe da Casa Militar, coronel Adilson Castilho Casitas; o diretor-administrativo do BRDE, Orlando Pessuti; o deputado federal Sandro Alex (PSD) e os deputados estaduais Alexandre Curi (PSB), Márcio Pauliki (PDT) e Hussein Bakri (PSD).

Confira os municípios beneficiados:

Antonio Olinto 630 mil

Arapoti 100 mil

Cândido de Abreu 3,6 milhões

Castro 1,9 milhão

Foz do Jordão 3,5 milhões

Guarapuava 41,9 milhões

Imbaú 450 mil

Imbituva 2,1 milhões

Ipiranga 300 mil

Irati 6,6 milhões

Laranjal 450 mil

Laranjeiras do Sul 21,5 milhões

Manoel Ribas 100 mil

Marquinhos 650 mil

Nova Laranjeiras 300 mil

Nova Tebas 500 mil

Ortigueira 6,8 milhões

Palmeira 6,8 milhões

Paula Freitas 300 mil

Pinhão 7,2 milhões

Pitanga 100 mil

Ponta Grossa 36 milhões

Porto Amazonas 500 mil

Quedas 3 milhões

Reserva 500 mil

São João Triunfo 100 mil

São Mateus do Sul 1,3 milhão

Sengés 1 milhão

Teixeira Soares 1,45 milhão

Telêmaco Borba 18,8 milhões

Tibagi 200 mil

União da Vitoria 35 milhões

(Fonte: ANPr)

 

Confira outros Posts