Política

Comerciantes são contra mão única na Avenida Carlos Cavalcanti

Reunião do vereador Florenal com comerciantes ocorreu na terça-feira da semana passada em um hotel de Uvaranas | Foto: Divulgação

Os comerciantes instalados na Avenida Carlos Cavalcanti, em Uvaranas, são terminantemente contrários à instalação de mão única na via. A manifestação ocorreu durante reunião realizada na semana passada pelo vereador João Florenal (PTN), representante da região, em um hotel do Bairro.

Florenal destacou que, de acordo com dados da Associação do Desenvolvimento Econômico e Social de Uvaranas (Adesuva), o comércio na avenida gera próximo de 1,2 mil empregos diretos no Bairro, e que a instalação de mão única tende a diminuir o movimento nas lojas e provocar o desemprego.

Um representante da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Planejamento acompanhou a reunião e garantiu, conforme o vereador, que nenhuma ação será tomada sem antes a Prefeitura ouvir os comerciantes.

Projeto

Um projeto da época do ex-prefeito Pedro Wosgrau Filho (PSDB) prevê mão única da Carlos Cavalcanti com a formação de um binário com a via que passa em frente ao 13º BIB. Entretanto, ainda não existe uma definição em relação a essa questão.

A via que passa em frente ao 13º BIB é considerada subutilizada pelos comerciantes, uma vez que é colocada uma barreira de cones na entrada do quartel que dificulta o tráfego dos veículos. Florenal conta que já presenciou o caso de um caminhão que bateu no semáforo de pedestre do local ao tentar manobrar para passar pela barreira. “É preciso tirar aquela barreira para dar fluidez ao trânsito. Caso contrário dificulta muito”, ressaltou Florenal.

Segurança

O assunto segurança pública também fez parte da reunião. Os comerciantes e outros representantes de Uvaranas pediram a instalação de câmeras de monitoramento. Florenal levou o pedido para a Secretaria de Cidadania e Segurança Pública. A resposta foi de que existe a intenção e o projeto para a colocação das câmeras, mas que não há recursos no momento. Assim, o vereador disse que buscará representantes do PTN na Câmara Federal em busca de uma emenda que possibilite o investimento.

Confira outros Posts