Política

Em Brasília, juiz de PG barra nomeação de Moreira Franco como ministro de Temer

Foto: UOL

Ganhou repercussão nesta quarta-feira (08) em toda a mídia nacional a decisão liminar do juiz federal Eduardo Rocha Penteado, da 14ª Vara Federal, do Distrito Federal, que impede a nomeação de Wellington Moreira Franco como ministro da Secretaria-Geral da Presidência do Governo Temer. Franco é um dos caciques do PMDB e amigo de Michel Temer (PMDB).

A decisão do juiz ocorre para não permitir que Moreira Franco passe a ter foro privilegiado e se livre de ser investigado pelo juiz Sérgio Moro dentro da Operação Lava Jato.

Franco foi citado 34 vezes na delação premiada de Cláudio Melo Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht. Apelidado de “Angorá” nos depoimentos do executivo, o novo ministro nega ter cometido irregularidades.

Caso Lula

Penteado compara a situação de Franco a do ex-presidente Lula, que foi impedido pelo Judiciário de assumir como ministro da Casa Civil da ex-presidente Dilma Rousseff, justamente para impedir o foro privilegiado de Lula. Leia mais.

Ponta-grossense

O que pouca gente sabe, é que o juiz Eduardo Rocha Penteado é de Ponta Grossa. A família dele até hoje tem negócios na cidade, com o Hotel Santa Fé, no Bairro da Nova Rússia. Portanto, mais um ponta-grossense sendo protagonista no cenário nacional.

Confira outros Posts