Política

Elizabeth assume Fundação de Turismo interinamente

O prefeito Marcelo Rangel (PPS) indicou a vice-prefeita, Elizabeth Schmidt (PSB), para assumir a presidência da Fundação Municipal de Turismo – a FuMTur. A ideia inicial, dentro do plano de redução de gastos, era de extinguir a FuMTur e incorporar o departamento à secretaria de Indústria e Comércio. Mas, atendendo solicitações de representantes do setor turístico, Rangel resolveu manter a Fundação, ao menos temporariamente, até que o projeto de incorporação seja avaliado pela Câmara Municipal.

Interina

Segundo ele, a indicação da vice-prefeita, Elizabeth Silveira Schmidt, para assumir a presidência, de modo interino, vem ao encontro tanto dos planos da Prefeitura como à reivindicação do setor. “Ela irá trabalhar de modo estreito com a secretaria de Indústria e Comércio, dispensando uma atenção especial ao segmento turístico e não terá sua remuneração aumentada para exercer a função”, explica.

Satisfação

Elizabeth afirma que voltar a atuar com o turismo é uma satisfação. “O trade turístico movimenta profissionais de todos os setores, é uma cadeia de consumo imensa. Nossa cidade possui potencial para o turismo rural, de negócios, cultural, religioso”, disse.

Para ela, o prefeito reconheceu a devida importância desse segmento para Ponta Grossa, com interesse, respeito e confiança no turismo.

“Rangel entrou para a história criando a Fundação de Turismo de Ponta Grossa, consolidou a lei que estimula projetos por meio de renúncia fiscal do IPTU por exemplo, que já deu bons frutos, e muitos outros virão em 2017. Fatos como a gestão do Parque Estadual de Vila Velha ser de responsabilidade de Ponta Grossa, a bem-sucedida operação de voos comerciais no Aeroporto Sant’Ana, a manifestação das entidades em favor da FuMTur, sem dúvidas cada exemplo desse somou e levou o prefeito a reconsiderar, por ora, o projeto de extinção da FuMTur”, destaca Elizabeth.

Novos desafios

Ela lembra, ainda, que este é um momento de ir em frente com novos desafios e novos rumos. “Ponta Grossa não é a mesma de anos atrás, estamos mais cosmopolitas. Precisamos usar todos os recursos para impulsionar o turismo ponta-grossense, precisamos nos unir, estar ao lado da sociedade civil organizada e eles ao nosso lado para elaborarmos uma gestão eficiente, de resultados! E resultado só aparece com trabalho, trabalho e trabalho”, finaliza Elizabeth. (Fonte: PMPG)

Confira outros Posts