Política

Pauliki afirma que será candidato a deputado federal em 2018

O deputado estadual Marcio Pauliki (PDT) será candidato a deputado federal em 2018. A afirmação foi feita pelo próprio parlamentar em contato com o Blog do Doc.com. Ele elencou três motivos para querer deixar a Assembleia Legislativa do Paraná e ir para a Câmara Federal. Primeiro, ressalta que é contra a reeleição para o mesmo cargo. Segundo, que possui grandes projetos ligados à área federal. E terceiro, que compreende ter potencial eleitoral para alçar voos mais altos.
 
Relação com Beto Richa
 
Em relação a sua atuação na Assembleia e seu posicionamento diante do Governo Beto Richa, Pauliki diz que foi convidado para a base do Governo ano passado pelo trabalho técnico que exerceu. Segundo ele, sua condição foi que o Beto atendesse seu projeto da Nota Solidária, o qual dá a possibilidade de doar notas sem CPF de forma direta para entidades dentro do programa Nota Paraná.
 
“O Governo atendeu meu pedido e agora faço parte da base. Assim, posso também ter mais condições políticas de levar recursos para a região, mas deixei claro que minha origem é associativista e aquilo que as associações comerciais forem contra, como por exemplo, aumento de impostos e renovação de contratos de pedágio, eu voto contra”, disse Pauliki.
 
Relação com Rangel
 
Já sobre a relação com o prefeito Marcelo Rangel (PPS), Pauliki relata que é distante. “Minha relação com o Rangel é distante, tanto é que ele escolheu um deputado de União da Vitória [Hussein Bakri – PSD]  para representar Ponta Grossa no Estado. Isso não me atrapalha em
nada em relação às emendas para a cidade, mas entendo que com esta atitude o prefeito já deu o seu recado e, infelizmente, pensou mais na sua situação politica do que propriamente na cidade”, afirmou.
 
Visita com vereadores do PDT
 
Por fim, Pauliki revela que já falou ao prefeito que levará ao gabinete de Rangel, em fevereiro, os dois vereadores do PDT, Dr. Magno e Jorge da Farmácia, para reafirmar que não haverá nenhuma imposição partidária para agirem como oposição ou situação. Eles terão a independência necessária para votar de acordo com o que entenderem que seja o melhor para a cidade. O deputado também disse que vai aproveitar a visita para saber quais emendas Rangel gostaria que priorizasse para a cidade.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts