Política

Rangel garante que fará a digitalização da TV Educativa

TV EducativaA digitalização da TV Educativa de Ponta Grossa será feita em 2017. A afirmação é do prefeito Marcelo Rangel (PPS), que está sendo questionado sobre o futuro da emissora pública do Município desde que anunciou mudanças no órgão que administra a TV, a Fundação Educacional de Ponta Grossa (Funepo).

Rangel reitera que a Prefeitura não irá mais realizar repasses para a Funepo, mas garante que a TV Educativa permanecerá com espaço aberto para programas independentes – aqueles produzidos fora da TV e que são entregues prontos para exibição.

Transmissor digital

Questionado sobre a possibilidade da perda da concessão da TV Educativa em 2018, já que está previsto o fim do sinal analógico para emissoras de televisão, Rangel garantiu que irá adquirir o transmissor digital e fará a digitalização.

O fim do repasse de recursos para a Funepo, que vai implicar no fim da programação produzida pela TV Educativa, faz parte da reforma administrativa para gerar economia, a ser promovida pelo prefeito em seu segundo mandato. Entretanto, com a digitalização, Rangel ressalta que futuramente será possível investir novamente na Funepo e na TV.

Futuro

“Vamos fazer a digitalização. A Prefeitura vai comprar o transmissor digital e não perderemos a concessão. O espaço da TV Educativa estará aberto para programas independentes e no futuro, quando estivermos com o caixa em superávit, podemos investir novamente na emissora.”, declara Rangel.

Contra

O Sindicato dos Jornalistas do Paraná e o Departamento de Comunicação Social/Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) já se manifestaram contra as mudanças propostas pelo prefeito na TV Educativa. Uma das preocupações também era com a perda da concessão da emissora pública.

Confira outros Posts