Política

Mainardes é o favorito à presidência da Câmara

Mainardes ConvençãoO atual presidente da Câmara, vereador reeleito Sebastião Mainardes Junior (DEM), é o favorito para a eleição à presidência do Legislativo, que acontece no próximo dia 1º de janeiro, após a posse dos vereadores eleitos e reeleitos neste ano. Mainardes conta com o apoio de boa parte dos oito vereadores reeleitos e já tem o indicativo de que alguns dos 15 ‘novatos’ irão ingressar no seu grupo de apoiamento.

Retaguarda

Além disso, o parlamentar do DEM tem na retaguarda a figura do deputado estadual Plauto Miró Guimarães Filho (DEM), homem forte do partido em Ponta Grossa e nos Campos Gerais, e com grande representatividade junto à Assembleia Legislativa, onde ocupa a 1ª Secretaria da Casa, e também diante ao Governo do Estado. Há quem diga ainda que Mainardes tem a preferência do prefeito Marcelo Rangel (PPS) para continuar no comando da Câmara.

mingo-menezesOpositor

Seu principal opositor até o momento é um velho conhecido, Domingos Menezes, o Mingo, que também se elegeu pelo DEM. Embora seja a primeira vez que se elege, Mingo participa nos bastidores da política há bastante tempo e tem procurado uma articulação para ser candidato à presidência.

Estratégia

Mingo procurou num primeiro momento dividir os vereadores entre novatos e antigos, já que a renovação foi de 65% das 23 cadeiras. Porém, pelo visto até o momento a estratégia parece não ter vingado, já que não foram poucos os novatos que disseram, em entrevista ao Programa Doc.com, que não vão seguir essa linha de pensamento.

Procurado para conceder uma entrevista ao Doc, Mingo agradeceu o convite, mas disse que tem adotado uma postura de não falar à imprensa até a posse, justamente para não atrapalhar as articulações para a eleição da Mesa. Um fonte indicativo de que está realmente empenhado em conseguir viabilizar os 12 votos necessários para se eleger presidente.

Entretanto, a disputa interna do DEM pelo principal posto do Legislativo tem Mainardes como favorito, o que não significa que a eleição esteja ganha. Afinal, quem acompanha a política sabe que não existe eleição ganha de véspera.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts