Política

Governo lança benefício para agricultores dos Campos Gerais

O Governo do Estado lançou nesta quinta-feira (10), na região dos Campos Gerais, o projeto Renda Agricultor Familiar, uma nova ação do programa Família Paranaense, que até 2019 alcançará 5.600 famílias que moram em áreas rurais em todo o Paraná. Foto: Aliocha Maurício/SEDS
Foto: Aliocha Maurício/SEDS

O Governo do Estado lançou nesta quinta-feira (10), na região dos Campos Gerais, o projeto Renda Agricultor Familiar, uma nova ação do programa Família Paranaense, que até 2019 alcançará 5.600 famílias que moram em áreas rurais em todo o Paraná. A solenidade aconteceu em Imbaú, e reuniu mais de 200 pessoas do município, além de Ivaí, Ortigueira, Reserva, São João do Triunfo, Tibagi e Ventania.

O benefício que transfere um valor fixo às famílias de baixa renda que vivem na área rural. São beneficiadas 121 famílias nos sete municípios. Juntas elas receberão R$ 335 mil para investirem em projetos de melhoria da qualidade da água e do saneamento, melhoria da produção de alimentos para o consumo próprio ou para a geração de renda. Para atender a todas as famílias previstas no projeto, que é promovido pela Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social, em parceria com a Emater, o investimento chegará a 14 milhões.

Qualidade de vida

Para a secretária de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, o projeto traz melhorias na qualidade de vida das famílias que vivem no campo e que vivem em situação de vulnerabilidade social. “Com o dinheiro que recebem, as famílias selecionadas podem investir em suas residências ou nas áreas que cultivam, melhorando assim a situação em que vivem ou a renda familiar”, diz.

Como funciona

O Renda Agricultor Familiar oferece às famílias selecionadas um benefício no valor único de R$ 2 mil ou R$ 3 mil, dependendo da renda familiar. O recurso deve ser investido em um projeto pré-definido entre a família e os técnicos da Emater, conforme necessidade. Desde a elaboração até a implantação, elas são acompanhadas e orientadas pelo órgão, que também avalia os resultados.

A primeira etapa do projeto teve início em novembro do ano passado e beneficiou 49 famílias que vivem em Inácio Martins, Doutor Ulysses e São João do Triunfo. Atualmente, 181 famílias estão com projetos sendo desenvolvidos pelos técnicos da Emater.

Selecionadas

As famílias foram selecionadas de acordo com os critérios do benefício. Além de ser acompanhadas pelo Família Paranaense, elas devem viver na área rural, sobreviver da agricultura e ter renda per capita mensal de até R$ 170 por mês.

Além dos municípios dos Campos Gerais também participam Agudos do Sul, Almirante Tamandaré, Arapuã, Bocaiúva do Sul, Campo do Tenente, Cerro Azul, Antônio Olinto, Faxinal, General Carneiro, Grandes Rios, Imbaú, Itaperuçu, Ivaí, Marilândia do Sul, Mauá da Serra, Novo Itacolomi, Ortigueira, Paula Freitas, Piraí do Sul, Piraquara, Porto Vitória, Reserva, Tibagi, Tijucas do Sul, Tunas do Paraná e Ventania.

Família Paranaense

Lançado em 2012, o Família Paranaense é o principal programa do Governo do Estado para a superação da pobreza no Paraná. O atendimento às famílias em situação de risco e vulnerabilidade social é feito por meio de ações articuladas de 19 secretarias e órgãos estaduais. Desde a sua implantação, já chega a 243,8 mil o total de famílias atendidas em todos os municípios do Estado. Até junho deste ano, foram investidos R$ 131 milhões em ações como transferência de renda, apoio financeiro aos municípios para o atendimento à população e projetos voltados para crianças e adolescentes. (Fonte: ANPr)

Confira outros Posts