Política

George diz não aceitar pressão e manifesta voto em Rangel

george-voto-rangel
Foto: José Aldinan/Câmara

O vereador George Luiz de Oliveira (PMN) vai votar no prefeito Marcelo Rangel (PPS) no segundo turno das eleições em Ponta Grossa, no próximo domingo (30). Ele revelou seu voto durante discurso na Tribuna da Câmara na sessão desta quarta-feira (26). Segundo George, a definição do voto aconteceu depois de sofrer pressão e represálias de partidários do candidato Aliel Machado (REDE), durante a sessão da última segunda-feira (24) e também via redes sociais, por se posicionar e votar contra a instalação de uma comissão para avaliar denúncia contra o prefeito Marcelo Rangel (PPS).

Cuidado

George voltou a falar que não é contra que se investigue, mas não em um momento de eleição. Para ele, é preciso tomar cuidado para que a Câmara não sirva de manobra eleitoral. Diante deste posicionamento, o vereador do PMN foi criticado por parte das pessoas que estiveram na Câmara na última segunda-feira e também posteriormente, através das redes sociais na internet.

“Pressão e represálias comigo não funcionam. Fui alvo de ataques aqui nessa Casa e também nas redes sociais, de partidários do Aliel. Eu estava em dúvida em quem votar no domingo, mas diante de um fato desses, meu voto vai para o prefeito, com quem tenho minhas diferenças sim, mas não aceito pressão”, explicou George, que no primeiro turno das eleições esteve na coligação de apoio a Julio Küller (PMB).

Estragos

O parlamentar lamentou ainda os atos de vandalismo ocorridos na Câmara após a votação de segunda-feira, com a deterioração de cadeiras, de placas com os nomes dos vereadores e danificação da central telefônica do prédio do Legislativo.

Veja os estragos no vídeo divulgado no Facebook por Diego Silvério dos Santos, assessor de gabinete do vereador Sebastião Mainardes Junior (DEM).

Confira outros Posts