Política

Moradores do Alto do Amparo, em Tibagi, pedem a construção de acesso na BR 376

plauto-alto-do-amparo
Foto: Brunno Zotto

Uma comitiva formada por moradores, empresários e lideranças políticas de Tibagi foi recebida pelo diretor geral do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), Nelson Leal Júnior, na manhã desta segunda-feira (24), em Curitiba. A reunião foi agendada a pedido do deputado Plauto Miró Guimarães Filho (DEM), para solicitar uma alteração no projeto de duplicação da BR 376, entre os quilômetros 434 e 435.

A rodovia está sendo duplicada entre Ponta Grossa e Apucarana, e desde o ano passado vários trechos já foram concluídos, garantindo mais agilidade e segurança aos motoristas. Ao todo, o Governo deve investir mais de R$ 1 bilhão em melhorias que também incluem a construção da terceira faixa e readequação de pontos sinuosos considerados perigosos.

Alteração

Os moradores da região do distrito de Alto do Amparo querem que a CCR Rodonorte, concessionária responsável pela obra, faça uma pequena alteração para facilitar o acesso dos moradores de duas localidades e de uma vila rural à rodovia.

Ainda no mesmo ponto, estão instaladas várias madeireiras e restaurantes. Os empresários também temem por prejuízos já que dependem dos caminhões para receberem matéria prima e despachar produtos já beneficiados.

Percurso maior

A distância, a ser percorrida sem o acesso, apesar de parecer pequena, pode gerar um custo enorme para os moradores que terão que rodar cerca de 14 km a mais todos os dias. Os ônibus escolares, que fazem o trajeto ao menos 4 vezes ao dia também farão um percurso maior, onerando o serviço para a prefeitura.

Silvério Pietchak, dono de um restaurante, conta que depende exclusivamente do movimento dos caminhoneiros para manter o estabelecimento. “Só à noite, mais de 60 caminhões estacionados no pátio. Posam ali porque sabem que eu investi em segurança”. Ele alega ainda que sem um acesso mais fácil, perderá clientela e consequentemente deixará de gerar emprego.

O presidente da Associação dos Moradores do Alto do Amparo, Juliano Oliveira, afirma que mais de 105 famílias serão comprometidas imediatamente. “Ao longo prazo outras mais sentirão as dificuldades”.

plauto-alto-do-amparo-2
Foto: Brunno Zotto

Estudo técnico

O diretor geral do DER solicitou à CCR Rodonorte que faça um estudo técnico para criar o acesso, sem que isso comprometa o projeto de todo o traçado. “Entendemos a reivindicação e vamos tentar viabilizar com certa urgência as alterações”, afirmou Nelson.

Para o diretor da CCR Rodonorte, José Moita, a alteração é relativamente fácil, mas que depende de uma análise técnica, para garantir, principalmente, a segurança de quem usa a rodovia. “Acredito que poderemos incluir essa mudança, sem muitos custos, mas antes vamos entregar a demanda para os engenheiros avaliarem”, comentou.

Agilidade

O prefeito eleito de Tibagi, Rildo Leonardi (PMDB), e sua vice, Helynez Ribas (PDT), agradeceram ao deputado Plauto pela agilidade em atender o pedido. Eles também agradeceram ao diretor do DER-PR e ao diretor da Rodonorte a atenção que deram aos representantes da comunidade.

“Estamos certos que a população será atendida. Mas claro precisamos aguardar e estudo técnico, que sairá brevemente” disse Plauto.

Presenças:

Além das pessoas já mencionadas, compareceram o vereador eleito de Tibagi, João Paulo Ribas, o vereador Aristeu Ribas e os empresários Fernando Pietchak, Jairo e Rangel Hornung e Emerson Leniar. (Fonte: assessoria)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts