Política

Governo vai repassar R$ 3,7 milhões para colégios de PG e região; confira as escolas contempladas

Plauto Miró MesaO governador Beto Richa (PSDB) vai liberar R$ 100 milhões para reformas e melhorias estruturais em quase metade das escolas da Rede Estadual de Ensino. É uma ação inédita que vai beneficiar mil das 2100 unidades de ensino do Paraná. O Projeto Escola1000 vai garantir para cada colégio até R$ 100 mil para solucionar problemas considerados gravíssimos, graves e urgentes.

Ao todo, o deputado Plauto Miró Guimarães Filho (DEM) encaminhou pedido para a inclusão de 37 colégios no projeto. Em Ponta Grossa são 22 unidades e outras 15 nas cidades da Região dos Campos Gerais (confira nas tabelas abaixo).

“Muitos colégios terão a oportunidade de fazer reparos até maiores dos que estavam sendo solicitados. Por exemplo, se antes a diretoria pedia troca parcial de um telhado, agora poderá trocar tudo. Um telhado novo certamente vai manter mais conservado o restante do prédio e os problemas tendem a diminuir”, explicou Plauto.

Melhorias

Além da cobertura que inclui substituição parcial ou total de telhas, madeiramento, forro e calhas, as administrações das escolas poderão solicitar reparos nas instalações elétricas e sanitárias. A substituição de pisos, esquadrias e reparos em paredes com fissuras trincas e rachaduras também está prevista no projeto. As coberturas das quadras esportivas poderão entrar no pacote assim como a reforma de cozinhas e refeitórios, onde será permitida a instalação de pias inox e substituição de azulejos.

A chefe do Núcleo Regional de Educação, Maria Izabel Vieira, destaca que todos esses itens poderão ser solicitados desde que os custos não ultrapassem os R$ 100 mil. “Quando o deputado Plauto nos solicitou um estudo sobre os colégios com necessidades mais urgentes, ficamos radiantes. Afinal, os pedidos são constantes, mas nem sempre é possível atendê-los. Com esse projeto, grande parte dos problemas serão solucionados”, destacou Maria Izabel.

Mais escolas

Outras novidades na área de educação poderão ser anunciadas em breve. Durante visita que fez ao ministro da Educação, Mendonça Filho, na última quarta-feira (17), em Brasília, o deputado Plauto, acompanhado do governador em exercício, Ademar Traiano, solicitou a construção de mais quatro escolas. Duas em Ponta Grossa, uma em Tibagi e outra em Imbituva. “Aproveitei a proximidade que tenho com o ministro e a abertura que o novo governo está nos dando para fazer esse pedido”, disse Plauto.

Os recursos para as obras poderão vir do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Segundo dados da Secretaria Estadual da Educação, o Ministério da Educação atrasou os repasses e o Paraná tem R$ 15,4 milhões para receber do FNDE.

Ainda tramitam no Ministério da Educação outros quatro pedidos de construção de escolas. Todos estão em fase de reavaliação. São duas unidades para Ponta Grossa, uma para Carambeí e outra para Castro.

Mais moradias

Já no Ministério das Cidades, a comitiva foi em busca de recursos para a construção de casas. O presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Abelardo Lupion, apresentou projetos na área de moradia e saneamento básico. O governador em exercício solicitou a liberação 10 mil unidades para o Paraná. Parte do pedido deve ser atendida no curto prazo.

Segundo o ministro das Cidades, Bruno Araújo, o Paraná poderá receber 5 mil casas pelo Programa Faixa 1,5, que atende famílias com renda de até R$ 2.350. De acordo com Lupion, 20 municípios serão contemplados: Arapoti, Campo Largo, Carambeí, Castro, Céu Azul, Dois Vizinhos, Francisco Beltrão, Guarapuava, Guaratuba, Imbituva, Ivaí, Jaguariaíva, Laranjeiras do Sul, Ortigueira, Palmas, Palmeira, Pato Branco, Ponta Grossa, Santo Antônio da Platina e Santa Isabel do Oeste.

Demandas

Plauto elogiou a atenção do ministro Bruno Araújo com as demandas do Paraná e, principalmente, com as cidades dos Campos Gerais. “Em pouco tempo no comando da pasta, o ministro conseguiu dar andamento a uma série de reivindicações que até pouco tempo eram simplesmente ignoradas pelo governo federal”.

No começo do mês (08), o ministro das Cidades esteve em Ponta Grossa para entregar de uma só vez 404 casas do residencial Buenos Aires, construído com recursos federal e estadual. “Esperamos receber em breve o ministro para a entrega de novas casas”, comentou. (Fonte: assessoria)

Escolas Recursos

Escolas Recursos Região

Confira outros Posts