Política

Scheffer desiste de candidatura e PV está próximo de apoiar Rangel

Álvaro Scheffer e Rangel
Álvaro Scheffer foi o secretário de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional durante parte do Governo Rangel |Foto: DC

O empresário Álvaro Scheffer, presidente municipal do PV, desistiu de ser candidato a prefeito de Ponta Grossa. Com isso, os verdes caminham na direção da aliança partidária que vai apoiar a reeleição do prefeito Marcelo Rangel (PPS). A desistência de Scheffer já era aguardada, já que não restaram partidos para uma composição que lhe garantisse um tempo razoável dentro da propaganda eleitoral gratuita.

Tendência

Único detentor de mandato no PV, o vereador Daniel Milla informou que o partido teve conversas com dois postulantes ao Palácio da Ronda, o atual prefeito Marcelo Rangel e o vereador Júlio Küller (PMB), “Já tivemos uma conversa com o prefeito Marcelo Rangel e também com o vereador Júlio Küller. A decisão será tomada pelos integrantes do PV no dia da convenção, na próxima terça-feira, mas pelo que eu estou vendo a tendência é de que o apoio seja para o prefeito Marcelo Rangel”, declarou Milla, salientando que existe um grupo ainda relutante com essa posição, que defende uma candidatura própria.

Para integrar uma composição, segundo Milla, será necessário que o candidato assuma um compromisso com as propostas do PV, que vinham sendo elaboradas para apresentar à população em caso de uma candidatura de Scheffer.

MillaEleição a vereador

A articulação para uma aliança na eleição a vereador também vai pesar na decisão de apoio para Prefeitura. Conforme Milla, existe uma possibilidade de coligação com o PTB e o PSD – ambos estarão na coligação pró-Rangel -, para deixar a chapa mais forte na busca por duas cadeiras no Legislativo. Porém, o vereador frisa que a decisão de coligar ou lançar uma chapa pura será dos correligionários durante a convenção da próxima terça-feira.

Álvaro Scheffer tem a preferência de coligação com Rangel, enquanto o ex-presidente do PV, João Barbiero, afastado da executiva por estar nomeado em um cargo no gabinete da senadora Gleisi Hoffmann (PT), defende uma candidatura própria, através de Selma Cogo, que já foi candidata a vice-prefeita em 2008. Entretanto, o grupo pró-Rangel deve ser a maioria na convenção.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts