Política

Pauliki pode abrir mão de concorrer à Prefeitura para ‘pavimentar’ candidatura a deputado federal

PaulikiO deputado estadual Marcio Pauliki (PDT) pode abrir mão de disputar a Prefeitura de Ponta Grossa, para pavimentar uma candidatura a deputado federal em 2018. Essa é a informação que circula no meio político da cidade nos últimos dias. O empresário-deputado chegou a anunciar sua pré-candidatura a prefeito há alguns dias, mas seria uma estratégia para conseguir emplacar uma conversa ‘teti-a-teti’ com o governador Beto Richa (PSDB), no sentido de ter espaço junto à base governista. Conversa esta que já teria ocorrido, também, com a presença do deputado estadual Plauto Miró Guimarães Filho (DEM).

Caminho livre

Em um acordo desses, também passaria pelas mãos de Pauliki as benfeitorias feitas pelo Governo do Estado em Ponta Grossa e outras regiões onde o parlamentar tem atuado. Conquistas que ajudariam na campanha para a Câmara Federal. Em contrapartida, ele deixaria o caminho livre para a candidatura à reeleição do prefeito Marcelo Rangel (PPS), candidato do governador à Prefeitura de Ponta Grossa.

Beto Richa também tem interesse em possuir aliados nas principais cidades paranaenses, já que é muito provável que lance candidatura a senador em 2018, após o seu segundo mandato no Palácio Iguaçu.

Dificuldades com partidos

Pauliki também enfrenta sérias dificuldades para conseguir emplacar uma coligação partidária para viabilizar uma candidatura a prefeito, visto que a maior parte dos partidos com tempo de televisão estão divididos entre o prefeito Marcelo Rangel (PPS/PSDB/PSD/PSC/PSB/DEM) e o deputado federal Aliel Machado (Rede/PMDB/PT/PR), ambos pré-candidatos. Sem tempo de TV e em uma eleição rápida, que terá 45 dias, a desvantagem é considerável. Assim, pelo que se sabe, o grupo de Pauliki avalia que é melhor deixar o bonde passar e se preparar para 2018.

Apoio

Dessa forma, o apoio de Pauliki pode ir para o vereador Júlio Küller (PMB). Muita gente aposta também num direcionamento de apoio ao empresário Álvaro Scheffer (PV). Entretanto, depois que Scheffer revelou o interesse em ser candidato a deputado federal, Pauliki teria tirado essa possibilidade da cabeça. Por hora, a situação é essa, embora o ditado que diz que ‘em política tudo é possível’ possa, ainda, vir a mudar o quadro até as convenções.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail, website ou empresa não serão publicados.

Confira outros Posts