Política

Prefeitura abre PPP para revitalização do ‘Mercadão’

Mercado Municipal PGA Prefeitura de Ponta Grossa dará nesta quarta-feira (18) mais um passo para que seja retomado o espaço e a vitalidade do Mercado Municipal, localizado no Quadrilátero Histórico do Município. Através do Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas (PPPs) está sendo lançado nesta data o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para que as empresas interessadas na administração do espaço apresentem propostas para a revitalização do “Mercadão”, em até 45 dias – conforme publicado em Diário Oficial nesta quarta (17).

Com a publicação, as empresas deverão manifestar o interesse junto à Secretaria de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional em até oito dias, juntamente com toda a documentação, a contar da data da publicação. Estas empresas terão então que apresentar os estudos técnicos para a revitalização e administração do tradicional Mercado, mantendo as características de uso originais e mantendo espaços para a Administração Pública, para a Economia Solidária (conforme definido em audiência pública) e seguindo todos os itens do edital.

Oportunidade única

O prefeito Marcelo Rangel (PPS) destaca que o setor privado tem uma oportunidade única de investimento em um espaço privilegiado de Ponta Grossa. “Queremos devolver o prédio do Mercado Municipal para uso da população, e queremos que ele volte a ter um uso semelhante ao que teve décadas atrás, sendo referência no comércio de vários produtos, e ponto de encontro da comunidade. Esperamos que exista uma procura significativa do setor privado pela recuperação desse espaço, principalmente por se tratar de área central da cidade, e que merece uma revitalização”, assinala Rangel.

“Este é um resgate da história de Ponta Grossa”, considera o secretário de Indústria e Comércio, Paulo Carbonar. “Com esta abertura para novas propostas, teremos a oportunidade de explorar regionalmente este importante espaço, fechando o Quadrilátero Histórico de nossa cidade. Como o prédio está fechado como mercado municipal há mais de 15 anos, pretendemos resgatar não apenas o espaço físico, de ótima localização, mas também o objetivo para o qual ele foi proposto, desenvolvendo diversos potenciais da nossa região, inclusive o turístico. Os mercados municipais do Brasil todo estão em todas as rotas turísticas do nosso país e aqui não deverá ser diferente”, assinala Paulo Carbonar. (Fonte: PMPG)

Confira outros Posts