Política

Direção estadual dá autonomia para participação do ‘Solidariedade’ nas eleições em PG

Marcos, Ricardo e Felipe
O presidente municipal do SD, Marcos Zampieri, com o filho Ricardo Zampieri e o deputado estadual e secretário geral do SD do Paraná, Felipe Francischini | Foto: aRede!

A família Zampieri quer levar o Solidariedade (SD) a um lugar de protagonismo nas eleições municipais de outubro. Integrantes do partido desde meados de março, o empresário Marcos e os filhos Alysson e Ricardo Zampieri, planejam participação ativa durante a próxima disputa eleitoral na cidade. Marcos reafirmou que tem o desejo de disputar o cargo de prefeito em 2016 e essa decisão deverá ser tomada já nos próximos dias junto com o comando estadual do Solidariedade no Paraná. As informações são do portal aRede! e do Jornal da Manhã.

Atualmente, Marcos é presidente do SD na cidade e quer fortalecer a atuação da legenda. “Temos o intuito de participar das eleições majoritárias em outubro, seja uma participação direta ou indireta, essa situação será discutida em nível estadual”, ponderou Zampieri. Como certa, o partido já dá a candidatura do filho mais novo de Marcos, Ricardo Zampieri – aos 20 anos de idade, o jovem vai disputar pela primeira vez uma eleição.
Bagagem
Mesmo jovem, Ricardo explica que tem uma bagagem relevante na política. “Sempre trabalhei nos setores jovens do partido e também dentro da minha própria família sempre estive muito ligado aos assuntos políticos”, ponderou o pré-candidato. Ricardo lembra que durante o primeiro mandato, o irmão Alysson foi eleito com apenas 17 anos de idade, sendo o vereador mais jovem da história da cidade. “Ele [Alysson] conseguiu fazer um ótimo trabalho”, lembrou Ricardo.
Ricardo aposta na atenção aos setores de Educação e Saúde como principais eixos da futura plataforma de trabalho. “Hoje o jovem tem extrema dificuldade em conseguir o primeiro emprego, creio que esse seja um setor de fundamental importância diante do cenário atual”, explicou o pré-candidato. Caso seja vitorioso na campanha e acabe eleito em outubro, Ricardo garantiu que também debaterá com vigor propostas de melhoria para o setor da Saúde do município.
Renovação
Mesmo oriundo do mesmo grupo político, Ricardo Zampieri quer propor uma renovação dentro da Câmara Municipal. “Esse processo de troca dos nomes da política é importante para democracia. Sou jovem e tenho ideias que são boas para a população e principalmente para os mais jovens”, aponta Ricardo. Sobre a disputa por vagas na Câmara, o Solidariedade atualmente não tem nenhum vereador no Legislativo Municipal e vislumbra conquistar representatividade para a próxima gestão.
Francischini ressalta “autonomia”
Eleito para o primeiro mandato na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) com mais de 35 mil votos, Felipe Francischini também visitou Ponta Grossa na última sexta-feira (29). O deputado salientou que Marcos e os filiados do Solidariedade terão autonomia de escolha em Ponta Grossa para escolherem os caminhos do partido. “Quem vive na cidade conhece a política local e consegue reconhecer a realidade da população e a formação das forças de poder”, contou o deputado.
Cumprindo o primeiro mandato como deputado estadual, Felipe ressaltou o trabalho que tem desenvolvido na Alep. “Acredito nós políticos temos que nos concentrar em ações práticas e não em politicagem nos bastidores”, disse Felipe. O deputado salientou projetos que aprovou na Alep, entre eles o pedagiômetro e a iniciativa que prevê o bloqueio de celulares roubados apenas com o número do aparelho. Felipe também fez críticas ao cenário nacional da política. “Precisamos do impeachment de Dilma para que o Brasil volte a crescer”, disse Francischini. que é filho do deputado federal Fernando Francischini, presidente estadual do SD.

Confira outros Posts